Fernando Alves/ EC Juventude
Fernando Alves/ EC Juventude

Fortaleza perde pênalti no fim, empata com Juventude e fica sem a vice-liderança

Equipe tricolor repete falha em cobrança de penalidade e agora volta suas atenções para a Copa do Brasil

Redação, Estadão Conteúdo

21 de agosto de 2021 | 23h14

O Fortaleza desperdiçou a chance de assumir, provisoriamente, a vice-liderança do Campeonato Brasileiro, neste sábado, ao empatar com o Juventude por 1 a 1, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), pela 17.ª rodada. Os cearenses desperdiçaram uma cobrança de pênalti no final do segundo tempo com Bruno Melo.

Com o resultado, o Fortaleza permanece na terceira posição, agora com 32 pontos. Mesma pontuação que o Palmeiras, vice-líder por ter maior número de vitórias: 10 a 9. Além disso, os paulistas têm um jogo a menos, já que ainda jogarão contra o Cuiabá, neste domingo. O Juventude não conseguiu se distanciar ainda mais das últimas posições, apesar de figurar no 12.º lugar, com 20 pontos.

Com bola rolando, o Fortaleza mereceu a vantagem parcial de 1 a 0 antes do intervalo. O time cearense foi mais efetivo no ataque e abriu o placar aos 15 minutos, quando Lucas Crispim cobrou escanteio pela direita, Marcelo Benevenuto ganhou da marcação pelo alto e testou forte. O goleiro Marcelo Carné tentou defender, mas sem sucesso.

Atrás no placar, o Juventude demorou a equilibrar a partida e só criou chance clara de gol aos 34 minutos, quando Matheus Jesus finalizou perto da trave, acertando a rede pelo lado de fora. Na sequência, aos 35, o Fortaleza respondeu com estilo. Robson dominou na frente da área, deu um chapéu em um adversário e na hora de finalizar acabou sendo travado. Seria um golaço do time cearense.

No segundo tempo, o Juventude precisou ter mais iniciativa, enquanto que o Fortaleza adotou postura cautelosa e optou pelos contra-ataques. O Juventude, porém, não conseguiu traduzir a posse de bola em oportunidades, tamanha a dificuldade em passar pela marcação dos cearenses. O jeito foi arriscar de fora da área, em uma das finalizações saindo dos pés de Paulinho Bóia, mas que parou nas mãos do goleiro Marcelo Boeck.

Em uma das raras vezes em que conseguiu passar pela marcação, o Juventude empatou. Aos 25 minutos, Marcos Vinícios invadiu a área e cruzou para Ricardo Bueno finalizar de primeira, no canto direito.

O empate mudou a partida, com o Juventude se lançando ao ataque pela virada. E ela poderia ter acontecido aos 33 minutos, quando Bruninho ficou cara a cara com o goleiro Marcelo Boeck, mas mandou pela linha de fundo, para o desespero do técnico Marquinhos Santos e demais jogadores em campo.

Os minutos finais do confronto foram eletrizantes. Aos 39 minutos, o VAR entrou em ação e o árbitro marcou pênalti após a bola bater no braço de um zagueiro do Juventude. Bruno Melo foi para a cobrança e acertou a trave, mantendo o empate até o apito final da partida.

O Juventude volta a campo no próximo domingo, dia 29, para enfrentar o São Paulo, às 16 horas, novamente no estádio Alfredo Jaconi. Já o Fortaleza jogará na segunda-feira, dia 30, diante do Cuiabá, às 21h30, na Arena Castelão, em Fortaleza.

FICHA TÉCNICA

JUVENTUDE 1 x 1 FORTALEZA

JUVENTUDE - Marcelo Carné; Michel (Paulo Henrique), Vitor Mendes, Didi e William Matheus; Matheus Jesus (Bruninho), Guilherme Castilho e Wagner (Marcos Vinicios); Paulinho Bóia, Ricardo Bueno e Capixaba (Chico). Técnico: Marquinhos Santos.

FORTALEZA - Marcelo Boeck; Tinga, Marcelo Benevenuto e Bruno Melo; Romarinho (Matheus Vargas), Felipe (Luiz Henrique), Éderson, Matheus Jesus e Lucas Crispim; Robson (Henríquez) e Devid (Osvaldo depois Igor Torres). Técnico: Juan Vojvoda.

GOLS - Marcelo Benevenuto, aos 15 minutos do primeiro tempo; Ricardo Bueno, aos 25 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Matheus Jesus (Juventude); Felipe (Fortaleza).

ÁRBITRO - Raphael Claus (Fifa-SP).

RENDA E PÚBLICO - Jogo com portões fechados.

LOCAL - Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.