Felipe Soares / América
Felipe Soares / América

Fortaleza quebra jejum em casa, vence o América-MG e deixa a lanterna do Brasileirão

Comandados de Juan Pablo Vojvoda encerram sequência de três derrotas e quarto empates na Arena Castelão

Redação, Estadão Conteúdo

19 de junho de 2022 | 20h49

Depois de uma semana tensa, com protesto da torcida, o Fortaleza deve aliviar a pressão após vencer o América-MG, por 1 a 0, neste domingo à noite, na Arena Castelão, pela 13.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Esta foi a primeira vitória do time tricolor em casa e a segunda na competição, dando fim ao jejum de sete jogos, três derrotas e quatro empates. Embora tenha conseguido deixar a lanterna, agora nas mãos do Juventude, ainda ocupa a penúltima posição, com 10 pontos, e está dentro da zona de rebaixamento.

De outro lado, o América-MG vive o seu pior momento sob o comando de Vagner Mancini. Esta foi sua terceira derrota consecutiva e seu quarto jogo sem vitória. Com 15 pontos, em 16.º lugar, começa a se preocupar de vez com a ameaça do rebaixamento. Mesmo porque não ganhou nenhum fora de Belo Horizonte.

Sob pressão, o Fortaleza fez a opção de iniciar o jogo com pressão total em cima do América-MG. Mais do que assustar, o objetivo era marcar um gol para, justamente, garantir a tranquilidade aos jogadores. Apesar da estratégia agressiva, o time cearense não teve reais chances para marcar.

Quando se acertou em campo o América-MG levou perigo. Aos 35 minutos, a defesa saiu jogando errado e o volante Lucas Kal arriscou de longe, exigindo que o goleiro Marcelo Boeck espalmasse para escanteio. Após a cobrança de escanteio, a bola sobrou para voleio de Aloísio e outra grande defesa de Boeck. Além disso, a torcida assustou com a intervenção do VAR que teria visto um possível pênalti de Titi segurando a camisa de Conti, do time mineiro. O árbitro Leandro Pedro Vuaden (RS) entendeu como lance normal.

Mas o Fortaleza acabou premiado por sua disposição ao abrir o placar aos 42 minutos. Lucas Limas, dentro da área, virou o jogo pelo alto e Yago Pikachu apareceu na pequena área para testar de cima para baixo no cantinho direito do goleiro Airton.

Para não dar chance ao azar, o Fortaleza voltou para o segundo tempo mais cauteloso, já esperando o América-MG mais agressivo. O time cearense, porém, reagiu bem à pressão e ainda soube levar perigo nos contra-ataques, tirando aquela liberdade do adversário de apenas atacar.

Sem encontrar o caminho para as infiltrações, restou ao time mineiro arriscar os chutes de longa distância, mas Marcelo Boeck confirmou a excelente fase e não largou uma bola. Os últimos minutos foram tensos, até o apito final e o alívio em campo. Pikachu, por exemplo, se atirou ao campo extasiado.

No meio de semana, o Fortaleza tenta esquecer o Brasileirão para focar nas oitavas de finais da Copa do Brasil. Na quarta-feira acontece o clássico com o Ceará, num jogo que representa mais do que uma simples jogo importante, indo até à rivalidade que move os dois grandes clubes cearenses.

No sábado, dia 25, o Fortaleza vai pegar o Atlético-MG, em Belo Horizonte (MG). O América-MG só estreia nas oitavas de Copa do Brasil no dia 30 diante do Botafogo, no Independência. No final de semana, vai enfrentar o Flamengo, sábado (25), no Rio de janeiro.

FICHA TÉCNICA

FORTALEZA 1 X 0 AMÉRICA-MG

FORTALEZA - Marcelo Boeck; Marcelo Benevenuto, Ceballos e Titi; Yago Pikachu, Felipe, José Welison (Ronald), Lucas Lima (Matheus Jussa) e Juninho Capixaba; Moisés (Igor Torres) e Sílvio Romero (Deprietri). Técnico: Juan Pablo Vovjoda.

AMÉRICA-MG- Airton; Raul Cáceres (Patric), Conti, Éder, Danilo Avelar (Índio Ramirez) e Marlon (João Paulo); Lucas Kal, Juninho e Felipe Azevedo (Pedrinho); Everaldo e Aloísio (Wellington Paulista). Técnico: Vagner Mancini

GOL  Yago Pikachu, aos 42 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Leandro Pedro Vuaden (RS)

CARTÃO AMARELO -Ceballos (Fortaleza)

CARTÃO VERMELHO -Juan Pablo Vovjoda (Fortaleza)

RENDA -R$ 124.119,00

PÚBLICO-17.709 pagantes

LOCAL- Arena Castelão, em Fortaleza (CE)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.