Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Forte como visitante, Santos encara o Atlético-MG e quer retomar vice-liderança

Equipe comandada por Jorge Sampaoli tem seis vitórias em 13 jogos longe da Vila Belmiro, segunda melhor campanha no Campeonato Brasileiro

Redação, Estadão Conteúdo

20 de outubro de 2019 | 04h30

Forte atuando como visitante, o Santos vai a Belo Horizonte neste domingo, às 16 horas, para enfrentar o Atlético-MG, que vive uma crise, no duelo da 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time do técnico Jorge Sampaoli tenta voltar à vice-liderança, hoje ocupada pelo Palmeiras, e diminuir a desvantagem em relação ao primeiro colocado Flamengo.

Apesar de o desempenho recente fora de casa não ter sido tão positivo, a equipe da Vila Belmiro tem a segunda melhor campanha como visitante do torneio - seis vitórias em 13 jogos - e aposta nessa força atuando longe de seus domínios para manter sua perseguição ao líder e continuar sonhando com o título.

Atualmente, o Santos é o terceiro colocado, com 51 pontos. A diferença para o líder Flamengo é de dez pontos e a distância para o Palmeiras é de dois. O time da Vila Belmiro está invicto há seis jogos.

A maratona de compromissos, que impede que alguns jogadores estejam em condições físicas ideais, e o pequeno tempo de preparação para a partida podem fazer com que o Jorge Sampaoli promova mudanças na equipe para reduzir o desgaste dos atletas.

Além disso, o treinador tem o hábito de rodar o elenco e costuma armar seu time de acordo com o adversário. No último jogo contra o Ceará, por exemplo, ele escalou a equipe sem laterais de ofício - depois, no segundo tempo, Pará e Jorge entraram - e lançou o volante Jobson, que ainda não havia atuado pelo clube, entre os titulares.

Para além dos nomes há uma dúvida para este duelo com o Atlético-MG quanto ao esquema tático que o treinador argentino vai adotar. É possível que desfaça o modelo com três zagueiros e retorne com Victor Ferraz ou Pará e Jorge.

No meio, Jean Mota e Evandro disputam uma vaga e, no ataque, ele contará com os retornos de Uribe e Marinho, que cumpriram suspensão diante do Ceará. Este último briga com o paraguaio Derlis González e o jovem Tailson por um lugar entre os titulares para compor o trio ofensivo com Soteldo e Sasha.

No primeiro jogo de Vagner Mancini em casa pelo Atlético-MG, o principal desafio do treinador, no momento, é fazer com que o time mineiro volte a ganhar. A última vitória foi em 29 de setembro, quando o Atlético-MG bateu o Ceará por 2 a 1, em duelo da 22ª rodada. E este foi o único triunfo da equipe nos últimos 12 jogos do torneio. Foram apenas cinco pontos somados nos últimos 36 disputados.

A sequência negativa fez o time agora treinado por Mancini se afastar do grupo de quem vai à Copa Libertadores e se aproximar dos que brigam contra o rebaixamento. São 32 pontos somados, apenas seis a mais que o CSA, que abre a zona de rebaixamento.  

Dessa maneira, cabe a Mancini, que foi contratado para substituir Rodrigo Santana, a missão de liderar o elenco na busca pelas vitórias que recuperariam o time no campeonato e trariam de volta o bom astral.

Para o duelo com a equipe paulista, o treinador não poderá contar com Vinícius, que foi expulso contra o CSA e terá de cumprir suspensão. Por outro lado, ele terá quatro meias de volta: Otero, que estava servindo à seleção da Venezuela, além de Geuvânio, Nathan e Cazares, que cumpriram suspensão na última rodada.

Ainda se ambientando aos novos comandados, Mancini estuda como vai utilizar Réver. O zagueiro foi improvisado como volante na última partida com o CSA, que terminou em 2 a 2, e agradou o técnico. No entanto, com o retorno de Nathan, é provável que Réver reassuma seu posto na zaga ao lado de Igor Rabello. Segundo o treinador, a decisão ainda está em aberto e todas opções são consideradas.

"Não deixa de ser uma possibilidade a volta do Nathan ou até a volta do Nathan com o Réver. Ainda não está decidido. Esses dias estão sendo muito interessantes para mim, pois, a cada dia, a cada instante, estou tendo mais informações. Diante disso, vamos montar um time que seja extremamente competitivo para domingo", disse Mancini.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-MG x SANTOS

ATLÉTICO-MG - Cleiton; Guga, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Nathan, Elias, Luan, Cazares e Marquinhos (Otero); Di Santo. Técnico: Vagner Mancini.

SANTOS - Everson; Victor Ferraz (Pará), Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Jorge (Luan Peres); Diego Pituca, Carlos Sánchez e Evandro (Jean Mota); Tailson (Marinho ou Derlis González), Eduardo Sasha e Soteldo. Técnico: Jorge Sampaoli.

ÁRBITRO - Caio Max Augusto Vieira (RN).

LOCAL - Independência, em Belo Horizonte (MG).

HORÁRIO - 16h. 

NA TV - Pay-per-view

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.