Fossati admite ansiedade para estreia na Libertadores

O técnico Jorge Fossati admitiu nesta quinta-feira que os jogadores do Internacional estão cada vez mais ansiosos para a estreia na Copa Libertadores, no dia 23. O treinador, contudo, cobrou concentração dos atletas para a partida deste sábado, contra o Esportivo, pelo Campeonato Gaúcho.

AE, Agencia Estado

11 de fevereiro de 2010 | 21h02

"Na medida que passam os dias, eles ficam mais ansiosos pela estreia. Mas não podemos desconcentrar do que temos para jogar, que agora é o Campeonato Gaúcho. Há de se pensar no Esportivo em Bento e continuar crescendo para quando chegar na Libertadores, estarmos prontos", comentou.

No entanto, Fossati não deixou de avaliar o primeiro adversário do Inter na Libertadores, o Emelec. "É um bom time. Podemos destacar naquela equipe o goleiro Elizaga e o meia Rojas, ambos da seleção equatoriana", analisou o treinador, que já trabalhou no Equador.

"Não tem muita diferença com o time que eu conheci e enfrentei. É a mesma ideia de futebol. O Internacional tem qualidade para encarar tanto o Emelec como o Deportivo Quito e o Cerro", completou.

Sobre o time deste sábado, Fossati fez mistério. "Tenho uma forma de lidar com os meus jogadores. Amanhã [sexta-feira] falo com eles na concentração e assim digo quem vai jogar. Quero que o jogador saiba por mim se ele irá atuar e não pela imprensa. Não é uma forma de esconder, mas sim de respeitar o meu grupo", explicou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.