Rodrigo Corsi/ FPF
Rodrigo Corsi/ FPF

FPF admite troca em listas de inscritos em caso de lesão na A2 do Paulista

Medida pode ser estendida também para a Série A1 e A3, cujo arbitral ainda vai acontecer

Estadão Conteúdo

31 Outubro 2016 | 13h34

Na véspera do conselho arbitral da primeira divisão do Campeonato Paulista, a Federação Paulista de Futebol (FPF) realizou, nesta segunda-feira, o evento relativo à Série A2 de 2017 e, entre as novidades apresentadas, uma poderá ser comemorada também pelos times da elite. A entidade vai admitir a mudança na lista de 28 jogadores inscritos em casos de lesão.

O tema foi bastante discutido desde que a medida foi implantada pela FPF, há duas temporadas. Tanto em 2015 quanto em 2016, cada clube inscrevia 28 atletas, que ficariam à disposição até o fim do torneio. Mesmo em caso de lesões graves trocas não eram permitidas.

Agora, pelo menos na A2, a federação vai aceitar as trocas. A medida pode ser estendida também para a Série A1, que terá seu arbitral na terça, e para a A3, cujo arbitral vai acontecer ainda nesta segunda-feira, à tarde.

Estão mantidas as regras que proíbem que um jogador de atuar por dois clubes nas três primeiras divisões estaduais e que vetam que um treinador trabalhe em dois times na mesma divisão.

Na Série A2 do ano que vem, todos os 20 clubes jogam em turno único. Os quatro primeiros colocados avançam para as semifinais, disputadas em ida e volta, e que definem os dois clubes que sobem para a Série A1. Como consequência, a primeira divisão deve ter só dois rebaixados, e não quatro, como era previsto.

Os seis últimos colocados da Série A2 vão ser rebaixados para a Série A3, de forma que, em 2018, a segunda divisão tenha só 16 times, como já será na elite a partir do ano que vem.

Vão jogar a A2 os seis rebaixados do Paulistão deste ano (Água Santa, Capivariano, Mogi Mirim, Oeste, Rio Claro e XV de Piracicaba), 12 remanescentes (Barretos, Batatais, Bragantino, Guarani, Juventus, Penapolense, Portuguesa, São Caetano, Taubaté, União Barbarense, Velo Clube e Votuporanguense), além de Rio Preto e Sertãozinho, promovidos da Série A3 de 2016.

Desses, são três times da Série B do Campeonato Brasileiro (Bragantino, Guarani e Oeste), um da Série C (Mogi Mirim) e outro da Série D (Portuguesa).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.