Rubens Chiri/saopaulofc.net
Rubens Chiri/saopaulofc.net

FPF afasta membros da arbitragem que erraram no jogo entre São Paulo e Novorizontino

Entidade classifica erros como 'inaceitáveis' e membros passarão por reciclagem

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de fevereiro de 2020 | 11h24

A Comissão de Arbitragem da Federação Paulista de Futebol decidiu afastar de suas funções o árbitro e os auxiliares do jogo entre São Paulo e Novorizontino. A partida terminou empatada por 1 a 1 na noite de segunda-feira. O São Paulo teve dois gols mal anulados, ambos feitos por Alexandre Pato, além de dois pênaltis não marcados. A FPF classificou os erros como "inaceitáveis".

Após a partida, o diretor de futebol Raí já havia entrado em contato com a FPF para reclamar da arbitragem. Na manhã desta terça, a entidade divulgou nota oficial para informar as medidas tomadas. Os membros da arbitragem "passarão por reciclagem, com apoio psicológico, técnico e físico".

Quem apitou a partida foi o juiz Flávio Roberto Mineiro Ribeiro, auxiliado por Vitor Carmona Metestaine e Enderson Emanoel Turbiani da Silva. Não há VAR (árbitro de vídeo) nesta fase do Campeonato Paulista. O Novorizontino abriu o placar no Morumbi, com Higor Leite. O São Paulo conseguiu o empate nos minutos finais, com Brenner. O jogo foi válido pela quarta rodada do Paulistão.

VEJA A NOTA DA FPF

"A Comissão de Arbitragem da Federação Paulista de Futebol vem a público se pronunciar sobre a arbitragem do jogo São Paulo x Novorizontino, ocorrido nesta segunda-feira.

1-) Foram identificados quatro erros capitais na arbitragem da partida: dois gols mal anulados e dois pênaltis não marcados, todos a favor do São Paulo Futebol Clube;

2-) Prontamente, após o jogo, a Comissão de Arbitragem conversou com a equipe do jogo, que admitiu os erros e se desculpou por eles;

3-) Nesta manhã, após reunião, esta Comissão decidiu afastar os membros da equipe de arbitragem da partida por considerar que os erros cometidos são inaceitáveis. Todos os membros da equipe passarão por reciclagem, com apoio psicológico, técnico e físico;

4-) Aos torcedores, jogadores, comissões técnicas e dirigentes dos clubes, lamentamos os erros cometidos por esses profissionais. Reiteramos que a Comissão de Arbitragem da FPF trabalha para que as partidas ocorram com a menor interferência da arbitragem, apenas para mediar um grande espetáculo: o futebol protagonizado por seus atletas. Erros eventuais acontecem com todos. Mas erros crassos não são admitidos e deverão ser corrigidos."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.