Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

FPF e os clubes acatam decisão do governo e decidem suspender o Campeonato Paulista

Em reunião nesta segunda, fica acordado que o Estadual será retomado a partir do dia 31, quando termina a fase emergencial de combate à pandemia em São Paulo

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

22 de março de 2021 | 12h24

A Federação Paulista de Futebol (FPF) e os clubes que disputam o Campeonato Paulista se reuniram nesta segunda-feira e decidiram suspender a disputa do Estadual até o dia 30 de março. O período compreende a vigência da fase emergencial e da proibição de atividades esportivas em São Paulo para conter os casos de covid-19. A entidade e os times participantes debatem agora um calendário alternativo, em que os jogos previstos para o período possam ser realizados em outras datas até o dia 23 de maio.

O Campeonato Paulista tem previsão de ser retomado na quarta-feira da próxima semana, dia 31 de março, com a disputa da oitava rodada. O período de suspensão impactou nos compromissos das rodadas 5, 6 e 7. Segundo nota da FPF, esses jogos "serão reagendados e publicados em momento oportuno", de acordo com a possibilidade das equipes. A FPF garante que o Estadual vai terminar na data prevista, dia 23 de maio.

A FPF convocou a reunião na última quinta. Na ocasião, um encontro virtual anterior havia decidido que a rodada do fim de semana não seria disputada por causa da falta de tempo hábil em encontrar novas sedes para os jogos. As últimas partidas do Paulistão foram realizadas em 14 de março, um dia antes de entrar em vigor pelo governo de São Paulo a fase emergencial. Nessa etapa, as atividades esportivas coletivas estão suspensas.

A decisão contou apoio unânime dos clubes. Para as equipes do interior, a garantia de que o Estadual será retomado significa a certeza do recebimento de cotas de televisão. Dos R$ 4 milhões previstos, os times menores ainda aguardam receber metade desse valor (R$ 2 milhões).  

Ao todo, o Campeonato Paulista tem 25 jogos atrasados. Além das três rodadas cheias (5, 6 e 7), há ainda o encontro entre São Bento e Palmeiras, válido pela terceira rodada. A FPF vai tentar encaixar todos esses confrontos nas próximas semanas. O desafio será o de respeitar o tempo de descanso entre uma partida e outra e ainda conciliar com outros torneios do calendário. Competições como a Copa do Brasil, Libertadores e a Recopa Sul-Americana estão previstas para as próximas semanas.

A decisão de suspender as próximas rodadas do Estadual veio após a FPF insistir na continuidade da competição ao longo das últimas semanas. A entidade tentou reverter a decisão do governo e até buscou mandar jogos fora do Estado. As investidas por realizar partidas em Minas Gerais e Rio não deram certo após os respectivos governos estaduais vetarem a ideia. Outros Estados brasileiros também pararam com o futebol. 

Apesar disso, os clubes de São Paulo estão liberados para continuar a treinar pelos próximos dias. O departamento de comunicação da FPF e as equipes vão começar uma campanha nas redes sociais para incentivar o isolamento social, a vacinação e os cuidados com a covid-19.

Após o anúncio da FPF, o membro do Centro Contingência do Coronavírus em São Paulo, José Medina, disse que propôs aos clubes se engajarem em campanhas de conscientização contra a doença. "Os times poderiam, por exemplo, aos 20 minutos do primeiro tempo e 25 minutos do segundo tempo interromper o jogo de futebol por 30 segundos ou um minuto e passar uma mensagem para ser entendida por toda comunidade sobre os cuidados que podem ser tomados. Fizemos essa recomendação para eles", afirmou.

Nota oficial da FPF

A Federação Paulista de Futebol, os 16 clubes do Paulistão Sicredi, os Sindicatos dos Atletas, dos Árbitros e dos Treinadores se reuniram virtualmente nesta segunda-feira. Abaixo, as deliberações deste encontro:

- A Federação Paulista de Futebol e os 16 clubes decidiram por unanimidade suspender a realização das rodadas do período de Fase Emergencial no Estado de São Paulo, especificamente das rodadas 5, 6 e 7 da competição, cujos jogos serão reagendados e publicados em momento oportuno;

- Diante dessas suspensões, a FPF estudou a realidade de calendário dos clubes e apresentou aos participantes. Todos estão de acordo que serão necessários esforços para adequar o agendamento dos jogos;

- O Comitê Médico da FPF, composto por profissionais da federação e dos clubes, reitera a segurança do protocolo de saúde elaborado e aprovado por todos os órgãos competentes;

- A FPF e os clubes, por meio de seus departamentos de Comunicação e Marketing, se reunirão com o propósito de intensificar as campanhas relativas aos cuidados de higiene, isolamento social e vacinação, visando amplificar as informações sobre medidas sanitárias de combate à pandemia;

- Por fim, a FPF e todos os clubes participantes reiteram publicamente que o Paulistão Sicredi será retomado a partir do dia 31/3 e o término da competição acontecerá na data prevista, 23 de maio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.