FPF inaugura ouvidoria para arbitragem

A arbitragem se transformou no maior foco de preocupação da Federação Paulista de Futebol (FPF) para o Campeonato Paulista de 2006. Nesta terça-feira, no lançamento do torneio do ano que vem, o presidente da entidade, Marco Polo Del Nero, anunciou a criação de uma ouvidoria ligada diretamente à comissão de arbitragem. O canal vai permitir que os clubes que se sentirem prejudicados por erros da arbitragem formalizem as reclamações. As queixas vão servir como um dos intens de avaliações de desempenho dos árbitros e auxiliares. Del Nero informou que os 400 árbitros que integram o quadro da Federação foram reavaliados com testes físicos, técnicos, entrevistas e tiveram inclusive a vida pessoal investigada. Destes, 40 ainda estão sendo avaliados. Em 2006, a FPF pretende dar início ao processo de profissionalização de árbitros de futebol. O projeto definiu 15 árbitros e 5 assistentes que vão receber salários - um antiga reinvidicação da categoria. Hoje, os árbitros recebem cotas por partidas e, em geral, exercem outras atividades profissionais. A profissionalização faz parte do pacote para melhorar a qualidade dos árbitros, principalmente depois do escândalo que abalou a arbitragem brasileira em 2005, quando Edílson Pereira de Carvalho e Paulo José Danelon foram flagrados fabricando resultados para favorecer apostadores. Os 20 escolhidos pela FPF farão contrato de seis meses, com remuneração fixa. Ainda também não foi estipulado o valor do salário que cada um receberá por mês. Hoje, um árbitro no Campeonato Paulista ganha R$ 1.700,00 por partida. Assim, se ele trabalhar em 8 jogos durante o mês, irá embolsar R$ 13.600,00. Del Nero garantiu hoje que a criação da corregedoria e a definição de um ranking entre os árbitros, vão inibir o aparecimento de casos como os de Edílson e Danelon. ?Aquilo (escândalo) foi um fato isolado. Tivemos o exemplo e exemplo e estamos trabalhando para que nunca mais aconteça?, disse.O campeonato de 2006 terá o mesmo sistema de disputa do ano passado. Turno único e pontos corridos. Os quatro últimos caem. O campeão vai receber prêmio de R$ 1,5 milhão. O vice vai ficar com R$ 400 mil. O Paulistão começa no dia 11 de janeiro, com a partida entre Noroeste x Corinthians, em Bauru. Segundo a FPF, todos os ingressos para esta partida já estão vendidos.VILA BELMIRO - Depois dos incidentes no Campeonato Brasileiro de 2005, a Vila Belmiro poderá ser interditada para os clássicos no Campeonato Paulista. Só um um clássico está marcado para a Vila - Santos x Palmeiras - mas este jogo corre risco de ter local alterado. É que o Ministério Público já enviou pedido à FPF para tirar o clássico de Santos por falta de segurança. A decisão deve sair nos próximos dias.

Agencia Estado,

20 de dezembro de 2005 | 13h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.