FPF libera Silas; Rio Branco espera

A volta do meia Silas ao time do Rio Branco já está virando uma novela. Por excesso de precaução da diretoria, o meia só vai entrar em campo após a liberação por parte do Tribunal de Justiça da CBF, nesta quinta-feira, embora a própria Federação Paulista já tenha confirmado o cumprimento da pena do jogador. O presidente do TJD da Federação, Marco Polo Del Nero, confirmou aos dirigentes do Rio Branco que a pena de 60 dias imposta a Silas terminou no sábado, dia 24. Havia dúvidas se o meia teria ou não cumprido toda a suspensão.Agora, Silas vai passar por um novo julgamento, desta vez pelo Superior Tribunal de Justiça da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Se o prazo da pena for mais uma vez confirmada, o jogador terá condições de enfrentar a Portuguesa de Desportos,domingo, em São Paulo. "Não vejo a hora de poder jogar e ajudar o Rio Branco a se classificar. As provas de fogo já passaram, mas temos consciência de que vai ser muito difícil", garantiu Silas, que não atua desde o dia 25 de fevereiro.O meia foi suspenso depois de ser acusado de agredir o árbitro Wilson de Souza Mendonça, quando ainda defendia o Atlético-PR. A partida, disputada contra o Goiás, era válida pela Copa João Havelange e ocorreu no ano passado.O Rio Branco é vice-líder do Campeonato Paulista, ao lado da Ponte Preta, com 20 pontos. O time perdeu sua invencibilidade na rodada passada, ao ser derrotado pela Portuguesa Santista pelo placar de 3 a 1 e, agora, buscará a reabilitação no Canindé.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.