André Rigue - estadão.com.br
André Rigue - estadão.com.br

FPF quer o fim da troca de cidades entre os clubes do interior

Marco Polo Del Nero crítica mudança do Guaratinguetá para Americana e pede que equipes 'criem raízes com os torcedores'

ANDRÉ RIGUE - estadão.com.br,

27 de outubro de 2010 | 09h35

SÃO PAULO - O presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Marco Polo Del Nero, não quer mais saber da troca de sede por parte dos clubes do interior. Após a apresentação da fórmula de disputa do Campeonato Paulista 2011, o dirigente fez duras críticas ao Guaratinguetá, que jogará o Paulistão em Americana, cidade que conta com o tradicional Rio Branco, hoje na Série A-2.

Veja também:

linkCampeonato Paulista de 2011 voltará a ter a disputa das quartas de final

"Isso tem de acabar", afirmou Del Nero. "Vou trabalhar por uma mudança na legislação para que isso não ocorra mais. A FPF não pode rebaixar um clube por causa disso [cobra apenas uma multa]. O Guará foi para Americana, que já tem o Rio Branco. Serão dois times... Temos de evitar essas coisas. O torcedor precisa ter raiz com os clubes de sua cidade."

As mudanças de sedes explodiram no interior de São Paulo depois que o Grêmio deixou Barueri para atuar em Presidente Prudente. O Guará seguiu o caminho no acerto com Americana. Quem também pode sair é o São Caetano, que está em atrito com a atual prefeitura por causa da lei de municipalização dos clubes.

"A FPF sempre está ao lado dos clubes. Fizemos um Paulistão diferente e atrativo para trazer o torcedor ao estádio. Agora não podemos deixar que essas mudanças continuem, porque não é bom para ninguém", afirmou Del Nero. "Volto a repetir que a criação de uma raiz com o torcedor fortalece as equipes do interior. É isso que tem de acontecer."

O novo Paulistão classificará oito equipes para a disputa das quartas de final, ao invés de quatro, como aconteceu nos últimos anos. O torneio começará no dia 16 de janeiro. Linense, São Bernardo, Guaratinguetá (com o nome de Americana) e Noroeste estarão na elite por terem conquistado a vaga na A-2.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.