Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

FPF rejeita pedidos de antecipação e inscrições ao Corinthians

Clube não recebeu bem a 'dupla negativa' da Federação

Estadão Conteúdo

19 Março 2015 | 13h53

O Corinthians recebeu duas respostas negativas da Federação Paulista de Futebol nos últimos dias. O primeiro "não" foi ao pedido de antecipar a partida contra o Capivariano de domingo para o sábado. O jogo faz parte da grade da TV aberta, que também vetou a mudança. O segundo foi ao pedido de aumentar o número de inscritos no Campeonato Paulista, limitado a 28 jogadores.

A tentativa de jogar no sábado está relacionada à maratona de jogos que o time vai enfrentar nos próximos dias. Serão quatro, num período de apenas oito dias. Depois de ir a Capivari, o Corinthians joga em sua arena na próxima terça-feira, contra a Portuguesa, e na quinta, contra o Penapolense. Por fim, vai a Bragança Paulista no domingo, 29, enfrentar o time da casa.

De acordo com o preparador físico Fábio Mahseredjian, isso facilitaria a recuperação física dos jogadores. Como não foi possível, o Corinthians vai revezar dois times nas quatro partidas.

Já a ideia de aumentar o número de jogadores inscritos foi bem aceita, mas se for adotada será apenas em 2016. Não é possível alterar o regulamento agora, com a competição em andamento. "Eles disseram que (aumentar) no decorrer do campeonato é impossível, mas vão estudar com carinho para o ano que vem", disse o preparador físico. "A limitação de 25 atletas de linha é muito ruim, porque os times grandes disputam mais de uma competição e ficam prejudicados."

O zagueiro Edu Dracena foi menos polido. Ele criticou firmemente tanto o fato de o time jogar quatro vezes em oito dias como o limite de 28 inscritos, sendo três goleiros. "É desumano. As pessoas que organizam os estaduais têm de rever. Estadual é para revelar jogador e colocam 28 como limite. É preciso rever."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.