Fracassos europeus estimulam Vasco

Após a derrota para o Flamengo, por 2 a 1, neste domingo à tarde, o técnico do Vasco, Geninho, citou os exemplos das eliminações do Real Madrid e do Milan, na Liga dos Campeões, durante a semana passada, para lembrar que o Vasco ainda tem chances de conquistar o bicampeonato estadual. Já o meia rubro-negro Felipe optou por reclamar da arbitragem do juiz Luiz Antonio Silva Santos. "O gol que marcamos no final da partida nos coloca com chances bem maiores de conquistarmos o título. Se tivéssemos perdido por dois de diferença seria difícil reverter", disse Geninho. "Não podemos dizer que o Flamengo já está com o título porque vimos essa semana, lá na Europa, as eliminações do Real Madrid e do Milan, que tinham a vantagem de perder por dois gols de diferença." Apesar do otimismo, Geninho reconheceu que o Rubro-Negro foi melhor durante o confronto e que o Vasco cometeu vários erros de marcação. De acordo com o treinador, os jogadores deixaram o adversário criar livremente suas jogadas ofensivas e não soube "fugir" da marcação imposta pelo Flamengo. Já o meia Felipe mostrou irritação com o juiz da partida. Segundo o meia, principal jogador do confronto, o juiz exagerou no rigor com os jogadores do Flamengo e prejudicou a equipe."Ficamos com menos um jogador em campo e isso prejudicou nosso time. Acabamos tomando um gol", afirmou Felipe. "Não tem nada ganho, mas a obrigação de sair para o jogo é do Vasco." Expulso, o técnico do Flamengo, Abel Braga, poupou de críticas o juiz. O treinador limitou-se a dizer que foi obrigado a deixar o campo por Santos, porque contestou os critérios apresentados durante a partida. "O mais importante foi que o Flamengo está com a vantagem. Estamos vencendo por 1 a 0 e temos 90 minutos para assegurar o título."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.