Hektor Pustina/AP
Hektor Pustina/AP

França derrota a Albânia fora de casa e garante o primeiro lugar de seu grupo

Campeões do mundo conseguem triunfo tranquilo fora de casa. Islândia também vence e ainda pode ir à repescagem

Redação, Estadão Conteúdo

17 de novembro de 2019 | 20h16

Tolisso e Griezmann marcaram os gols que levaram a França à sua oitava vitória em dez jogos nas Eliminatórias para a Eurocopa de 2020, neste domingo, fora de casa, diante da Albânia. Já classificados para a competição, que será disputada em vários países no ano que vem, os campeões mundiais confirmaram a primeira colocação do Grupo H com o triunfo por 2 a 0.

O time dirigido por Didier Deschamps chegou aos 25 pontos na chave, enquanto os albaneses permaneceram em quarto lugar, com 13. Em segundo ficou a Turquia, que também venceu longe de seus domínios, e também por 2 a 0. Os turcos bateram a seleção de Andorra, alcançando os 23 pontos.

Já a Islândia conservou suas chances de chegar à Eurocopa pela segunda vez consecutiva ao superar a Moldávia pelo placar de 2 a 1, também na condição de visitante. A seleção nórdica chegou a 19 pontos, em terceiro lugar.

Classificada desde a última quinta-feira, quando superou a Moldávia em Paris por 2 a 1, a França encaminhou o triunfo sobre a Albânia no primeiro tempo ao marcar duas vezes. Primeiro com Corentin Tolisso, logo aos nove minutos, e depois com Antoine Griezmann, aos 30. Na etapa final, o time francês fez muito pouco além de controlar a partida na cidade de Tirana, capital albanesa.

Em Andorra, a equipe local sofreu um gol em cada tempo. Burak Yilmaz e Hakan Calhanoglu fizeram a festa turca e deram à sua seleção - também garantida na Eurocopa desde a última rodada - a sétima vitória no qualificatório.

A Islândia, por sua vez, passou pela Moldávia graças aos gols de Bjarnason e Sigurdsson - Milinceanu descontou para a equipe anfitriã. Os islandeses têm chances de chegar à repescagem, que vai apontar os últimos quatro classificados para o torneio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.