Franck Fife/AFP Photo
Franck Fife/AFP Photo

França derrota Bulgária e retoma liderança; Holanda vence e depende de milagre

'Laranja Mecânica' precisa ganhar próximo jogo de 7 a 0 ou 7 a 1

Estadão Conteúdo

07 Outubro 2017 | 18h14

A seleção da França se redimiu neste sábado do frustrante empate com Luxemburgo na última rodada, em casa, por 0 a 0. Mesmo jogando em Sofia, a equipe teve uma atuação sólida e venceu a Bulgária por 1 a 0, em duelo válido pelas Eliminatórias Europeias da Copa do Mundo de 2018, que será na Rússia.

+ TEMPO REAL - Confira os lances da vitória de Portugal

+ TEMPO REAL - Confira os lances da vitória da Holanda

+ Suíça e Portugal vencem e decisão da vaga para Copa fica para terça em Lisboa

+ Nigéria vence a Zâmbia e se classifica para a Copa do Mundo de 2018 na Rússia

+ Suécia faz 8 a 0 em Luxemburgo, amplia saldo e complica Holanda no Grupo A

Com o bom resultado, a equipe chegou aos 20 pontos, retomou a liderança do Grupo A e se garantiu, ao menos, na repescagem. Em seguida vem a Suécia, com um ponto a menos depois de massacrar Luxemburgo por 8 a 0, em jogo realizado horas antes também neste sábado.

Vice-campeã mundial em 2010, terceira em 2014 e uma das principais seleções da história do futebol, a Holanda também confirmou o favoritismo e superou a Bielo-Rússia por 3 a 1, fora de casa, em Borisov. O resultado a deixou com 16 pontos, três atrás da Suécia e até com chances matemáticas de ir à repescagem. Mas, para isto, vai precisar de um milagre: descontar uma desvantagem de 12 gols de saldo.

As vagas, assim, vão ser decididas nesta terça-feira. A França recebe a Bielo-Rússia e só precisa vencer para se garantir em primeiro. E a Holanda, que faz um confronto direto contra a Suécia, em casa, precisa ganhar por seis de diferença desde que faça ao menos sete gols, para alcançar o adversário também no número de gols marcados.

Pressionada pelo massacre da Suécia e pelo frustrante empate com Luxemburgo, a França entrou em campo com seus principais destaques como titulares como Matuidi, Griezmann e Mbappé. E não demorou a demonstrar que estava determinada a encaminhar a sua classificação. Logo aos dois minutos, Digne cruzou rasteiro e Griezmann deu belo toque de primeira para Matuidi. Quase sem ângulo, com perfeição, o meio-campo da Juventus acertou forte chute cruzado e marcou um bonito gol.

A vantagem não diminuiu o ímpeto francês. Mesmo jogando na Bulgária, a seleção seguiu melhor e desperdiçou boas oportunidades após o primeiro gol, em finalizações cruzadas de Mbappé e Griezmann. O ritmo seguiu similar na etapa final. E, embora não tenha feito o segundo gol, assegurou o triunfo e ficou mais próxima da Copa do Mundo.

Na outra partida da chave, precisando vencer por um placar amplo para melhorar a sua situação, a seleção holandesa fez o primeiro com Davy Pröpper, aproveitando bom passe de Robben aos 23 minutos. Apesar da forte pressão, contudo, a equipe desperdiçou inúmeras chances e foi para o intervalo com apenas um gol de vantagem.

E, o que já não era fácil, se tornou ainda pior aos nove minutos do segundo tempo, quando Maksim Volodko recebeu na esquerda, finalizou cruzado e empatou para a Bielo-Rússia. Um gol que matematicamente eliminava a tradicional seleção holandesa da Copa da Rússia.

Sem conseguir a classificação para a Eurocopa de 2016, a Holanda viu o segundo vexame ficar cada vez mais próximo. Mas, já aos 39 minutos, quando as esperanças diminuíam, Robben fez de pênalti e manteve o sonho holandês. E, de falta, Memphis Depay marcou o terceiro nos acréscimos. Resta agora o milagre de aplicar um histórico massacre na Suécia.

Ainda neste sábado, pelo Grupo H, a Grécia superou o Chipre por 2 a 1, de virada, fora de casa, e assumiu a segunda colocação com 16 pontos, dois na frente da Bósnia-Herzegovina. A Bélgica está em primeiro com 25 e já garantiu a sua participação no Mundial.

Mais conteúdo sobre:
Copa do Mundo Rússia 2018 [futebol]

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.