França goleia e segue na briga por uma vaga no Grupo B

Henry iguala recorde de gols de Platini; Escócia também vence e complica situação de italianos e franceses

13 de outubro de 2007 | 13h59

Com direito a um feito histórico, a França goleou fora de casa a fraca seleção das Ilhas Faroe neste sábado, por 6 a 0, pela 10.ª rodada do Grupo B das Eliminatórias da Eurocopa. Com o resultado, os franceses chegaram a 22 pontos e seguem na briga com Escócia e Itália por dois lugares na fase final do torneio europeu de seleções. Ainda sem pontos, as Ilhas Faroe seguem na lanterna da chave.  Veja também: Eurocopa 2008 - Eliminatórias Mesmo jogando fora de casa, a França não teve trabalho para abrir o marcador, logo aos 6 minutos de jogo, com Anelka. Dois minutos mais tarde, Henry marcou o gol que entrou para a história da seleção francesa. Benzema, Rothen, novamente Benzema e Ben Arfa fizeram os outros gols da partida, já no segundo tempo. Fazendo história Thierry Henry marcou neste sábado seu gol de número 41 com a camisa da seleção francesa, igualando o recorde de Michel Platini. O atacante do Barcelona fez o segundo da França contra a frágil equipe das Ilhas Faroe, com apenas 8 minutos de jogo.  Henry, de 30 anos, disputou 95 partidas com a seleção francesa, pela qual estreou em 11 de outubro de 1995, contra a África do Sul. Platini, atual presidente da Uefa, jogou 72 vezes pela França em dez anos, entre 1977 e 1987.  Vitória do líder Líder do Grupo B, Escócia venceu neste sábado a Ucrânia por 3 a 1, em Glasgow, e complicou a vida da França e da Itália. Os gols escoceses foram marcados por Kenny Miller, McCulloch e McFadden, ao tempo que o ucraniano Shevchenko descontou.  Com a vitória, a Escócia se isola na liderança da chave, com 24 pontos. Já a Ucrânia permanece na quarta colocação, com 13 pontos e praticamente deu adeus a vaga para a Eurocopa do ano que vem. Apenas os dois primeiros de cada chave disputarão o torneio. Com Efe

Tudo o que sabemos sobre:
Eurocopa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.