França: Henry não quer comentar confronto com Aragonés

O atacante Thierry Henry diz que irá se concentrar somente no futebol quando a França se enfrentar com a Espanha na segunda rodada da Copa do Mundo. O atacante do Arsenal não que nem pensar nos dizeres racistas feitos pelo técnico da Espanha, Luis Aragonés, em outubro de 2004. "Aragonés? Não tenho nada a dizer a respeito", disse Henry, que fez seu segundo gol na vitória da França por 2 a 0 contra o Togo nesta sexta-feira. "Faz tempo que já virei a página em relação esse assunto". Em 2004, Aragonés usou dizeres racista para se referir a Henry, mas logo assegurou que o seu objetivo era para motivar o atacante espanhol José Antonio Reyes, companheiro do francês no Arsenal, da Inglaterra. A federação espanhola de futebol, na época, aplicou uma multa equivalente a US$ 3,6 mil ao treinador espanhol, castigo considerado muito leve.O treinador da França, Raymond Domenech, disse que os comentários de Aragonés não serão um fator de distração para o atacante francês. "Só estamos pensando na partida", disse Domenech.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.