França joga de olho na Irlanda

A França enfrenta neste sábado as Ilhas Faroé, mas pensando na partida de quarta feira contra o Irlanda, líder do seu grupo , seguida da Suíça. Os dirigentes franceses acabaram convencendoalguns jogadores da velha geração de 98, entre eles Zidane, que haviam anunciado ter encerrado suas carreiras na equipe nacional, após o fiasco francês no campeonato da Europa, em Portugal.Um ano depois, Thuran e Makelêle também voltam à seleção francesa, conscientes da difícil tarefa que terão que enfrentar, pois são os terceiros colocados no grupo e necessitam vencer a Irlanda e a Suíça , ambos fora de casa, para obter a classificação para a fase final da Copa do Mundo de 2006.A tarefa não é impossível para o chamado ?time de Zidane? , pois foi ele quem articulou, nos bastidores, a volta dos veteranos. Isso corresponde à volta da ?República dos jogadores? que o técnico Domenech havia prometido acabar, depois dos desastres nas copas do Mundo e da Europa.A partida deste sábado será um grande teste da capacidade atual da equipe nacional francesa, reunindo o que ela tem de melhor, atualmente. Todos os jogadores da diáspora francesa, os jogadores que atuam na Espanha, Itália e Inglaterra estarão presentes, como Thierry Henry, Coupet, Vieira, Giuly, Wiltord, só estando ausente, por contusão, Trezeguet.A França joga em casa, na cidade de Lens, no norte do país, contra a equipe de uma ilha onde o número de ovelhas é superior ao de habitantes. Os franceses são super favoritos e já venceram, nas ilhasFaroé, essa equipe por dois a zero, mas sem convencer. Agora, eles estão dispostos a obter uma vitória bem mais nítida, se possível uma goleada, para ganhar moral antes da partida que se disputará, quatro dias depois, em Dublin , contra a Irlanda.Quem se encontra numa situação mais incomoda é o técnico Raymond Domenech, sem grande margem de manobra, depois de ter sido obrigados a convocar os veteranos , já aposentados na seleção, para evitar o vexame de ficar fora da Copa, oito anos depois da equipe ter se sagrada campeã do mundo, em Paris. Se a França conseguir se classificar isso ocorrerá graças a Zidane, Makelele e Thuran, mas se a equipe ficar fora, a culpa, mais uma vez, será do técnico Domenech que deverá ser sacrificado na direção técnica. Não passa pela cabeça de nenhum francês a possibilidade de um passo em falso contra as Ilhas Faroé. Por mais que os jogadores procurem se concentrar nessa partida de hoje é a que será disputada na quarta feiracontra a Irlanda que mais preocupa. De qualquer forma, tanto Makelele como Thuran afirmam que só voltaram à seleção depois de contatos repetidos com Zidane.Em nenhum momento eles citam telefonemas ou encontros com o técnico Domenech, razão pela qual persistem muitas dúvidas sobre quem é o grande comandante da equipe da França, o técnico Raymond Domenech ou o Zidane.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.