França pode jogar 6 meses no Betis

A venda de França do São Paulo para o Bayer Leverkusen ganhou nesta quinta-feira um componente de última hora. Segundo o procurador do jogador, Wagner Ribeiro, o Betis fez uma proposta oficial ao Bayer para contar com o atacante por empréstimo até o meio do ano. ?Estamos negociando e ainda não há uma definição?, contou Ribeiro. Mas se depender do atleta seu destino no primeiro semestre será o São Paulo. ?Não temos muito o que fazer. A decisão será dos dirigentes alemães?, disse Ribeiro. Quarta-feira, França foi recepcionado em Leverkusen com uma festa que contou com a presença de mais de 400 torcedores. ?A todo momento eles diziam que queriam o França desde já na Alemanha?, contou Ribeiro. A diretoria do São Paulo espera o fim do impasse para finalizar as negociações com Luís Fabiano, do Rennes, e Washington, da Ponte Preta. A vinda do jogador da equipe de Campinas é mais fácil porque o atacante Sandro Hiroshi entraria como parte do pagamento, segundo informaram pessoas ligadas à direção do São Paulo. Nesta quinta-feira, o zagueiro Nem esteve no CT fazendo ameaças. ?Preciso trabalhar. E se o São Paulo não me liberar, vou entrar na Justiça em busca do meu passe.? O zagueiro tem propostas do Atlético Paranaense, Paraná e Fluminense e foi oficialmente dispensado por Nelsinho. No quadro político, o conselheiro Márcio Aranha, convidado na semana passada por Paulo Amaral para assumir a diretoria de futebol, confirmou que será candidato à vice-presidência na chapa da oposição, encabeçada por Marcelo Portugal Gouvêia.

Agencia Estado,

17 de janeiro de 2002 | 21h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.