França reencontra Suíça, pedra no sapato nas Eliminatórias

Esquecer a desastrosa abertura da Copa de 2002 é o principal objetivo da França no jogo desta terça-feira contra a Suíça, em Stuttgart, às 13h (de Brasília). O problema é que os suíços, apesar da pouca tradição, não são o que se pode chamar de um adversário fácil. Nas Eliminatórias, houve empate nos dois confrontos: 0 a 0 em Saint-Denis e 1 a 1 em Berna."Conhecemos seus pontos fortes e fracos, e eles também nos conhecem. Vai ser um jogo duro, mas vamos mostrar a verdadeira cara da seleção francesa", assegurou o técnico Raymond Domenech, que deve mandar a campo vários jogadores que foram titulares na derrota por 1 a 0 para o Senegal, jogo de abertura no Mundial passado - entre eles, Vieira, Thuram, Henry e Trezeguet, cuja escalação não está confirmada para enfrentar a Suíça. Depois, a França seria eliminada ainda na primeira fase, ao empatar com o Uruguai sem gols e perder por 2 a 0 para a Dinamarca.A diferença para a partida desta terça-feira pode ser o camisa 12: Henry não atuou nos dois últimos jogos contra os suíços porque estava machucado. "Ele é um grande jogador, um dos melhores do mundo, mas o futebol é um jogo de equipe, e a nossa forte está justamente nisso", declarou o zagueiro suíço Patrick Mueller.O craque francês ganhou elogios também do zagueiro Philippe Senderos, seu companheiro no Arsenal. "Ainda que esteja ao lado dele todos os dias, não se sabe o que ele pode fazer. Ele é instintivo epode causar grandes danos à nossa defesa", disse.Mas Domenech ainda não sabe quem escalará ao lado de Henry no ataque. A primeira opção era Cissé, que se contundiu no amistoso final da preparação, contra a China. Trezeguet pode ser escolhido se a opção for tornar o time mais ofensivo. Ele também pode optar por Malouda, que atua mais pelo meio-de-campo, e avançar Wiltord, que joga mais aberto. Ribery corre por fora na disputa por uma vaga.O astro da Suíça, o atacante Alexander Frei, que atua no futebol francês (joga no Rennes), acredita que sua equipe já mudou de paradigma no cenário mundial. "Não somos mais um time pequeno, essa idéia desapareceu", afirmou.Ficha técnica:França x SuíçaFrança - Barthez; Sagnol, Gallas, Thuram e Abidal; Vieira, Makelele, Wiltord e Zidane; Henry e Trezeguet (Malouda). Técnico: Raymond Domenech.Suíça - Zuberbuehler, Degen, Mueller, Senderos e Magnin; Vogel, Wicky, Cabañas e Gygax; Barnetta e Frei. Técnico: Koebi Kuhn.Árbitro: Valentin Ivanov (Rússia). Local: Gottlieb-Daimler-Stadion, em Stuttgart. Horário: 13 horas (de Brasília).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.