França vence Copa das Confederacões

Depois do Mundial de 98 e da Eurocopa 2000, a seleção da França conquistou mais um título internacional. A equipe francesa venceu o Japão neste domingo de manhã, em Yokohama, no Japão, e conquistou o título da Copa das Confederações. O único gol da partida foi marcado por Patrick Vieira, aos 29 minutos do primeiro tempo. O Brasil terminou em quarto lugar na Copa, ao ser derrotado no sábado pela seleção da Austrália por 1 a 0.Como eles aprenderam rápido! A exclamação partiu do técnico francês, Roger Lemerre, ao final do jogo de hoje, diante das dificuldades que a sua equipe teve para chegar à magra vitória. Lemerre ainda tinha na lembrança os 5 a 0 que a França aplicou no Japão, em um amistoso em março. Ante a expectativa de que teria um fácil adversário pela frente, a França adotou um esquema mais audacioso hoje, com três atacantes - Anelka, Wiltord e Steve Marlet. No entanto, os franceses não esperavam pela forte marcação dos japonesa. Sem poder contar com sua principal estrela, Nakata, contundido, o Japão entrou com um ponta fixo, ?congestionou o meio-de-campo? e procurou surpreender o adversário no contra-ataque. Depois de 15 minutos de aperto, a França passou aprocurar mais o gol, e levou perigo através de Wiltord e Anelka e Marlet. Nos dois primeiros lances o goleiro japonês Yoshikatsu Kawaguchi apareceu com segurança. No terceiro, Matsuda salvou em cima da linha o chute de Marlet. O Japão deu o troco com Morishima, que chutou cruzado perto da trave esquerda. Aos 29 minutos, a França conseguiu o gol numa cabeçada do volante volante Patrick Vieira. Kawaguchi falhou no lance, o que não impediu que fosse eleito o melhor goleiro da competição. Com o placar adverso, o Japão mudou o esquema. O técnico francês colocou o atacante Kubo e o time passou a atacar mais. Miura teve a chance do empate nos pés, mas o goleiro Ulrich fez ótima defesa. O panorama não mudou no segundo tempo. A França voltou jogando no ataque e nos primeiros quinze minutos poderia ter feito pelo menos mais um gol. Mas aí o goleiro Kawaguchi apareceu com defesas seguras. Apoiado pelos gritos dos 80 mil torcedores no estádio, o Japão tentou desesperadamente o empate nos minutos finais, para levar a decisão para a prorrogação, mas a equipe foi incapaz de vencer a boa marcação francesa.

Agencia Estado,

10 de junho de 2001 | 09h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.