Toru Hanai/Reuters
Toru Hanai/Reuters

França volta a treinar após rebelião de jogadores

Atletas se indignaram com exclusão do atacante Nicolas Anelka do elenco após ofender técnico Domenech

EFE,

21 de junho de 2010 | 08h01

Os jogadores da seleção francesa voltaram a treinar nesta segunda-feira após terem se negado a participar da atividade programada para domingo em protesto pela exclusão do atacante Nicolas Anelka do elenco.

 Veja também:

especial CRONOLOGIA: Copa, dia a dia

tabela TABELA - Jogos | Classificação | Simulador

Após um diálogo coletivo no campo de treinamentos de Knysna, os jogadores começaram o treino com uma corrida, observados pelo técnico Raymond Domenech.

O retorno aos treinos acontece um dia antes da última partida dos 'Bleus' na primeira fase no Mundial, contra a África do Sul.

Anelka foi expulso da seleção francesa após discutir com Domenech no intervalo da partida contra o México. O atacante, que voltou para Londres, onde vive e atua pelo Chelsea, ofendeu o treinador com palavrões que foram reproduzidos na capa do jornal esportivo francês L'Equipe.

 

 

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa 2010seleção francesa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.