França x Inglaterra terá música do Oasis em homenagem a vítimas de atentados

Canção "Don't Look Back in Anger" virou uma espécie de hino da cidade após os ataques

Estadão Conteúdo

12 de junho de 2017 | 11h02

O apito inicial do amistoso entre França e Inglaterra, em Saint-Denis, vai ser precedido nesta terça-feira por uma homenagem às vítimas dos atentados terroristas ocorridos em Manchester e Londres, nas últimas semanas. Em referência à primeira cidade, um coral francês vai cantar a música "Don't Look Back in Anger", da banda inglesa Oasis.

Segundo a Federação Francesa de Futebol, o coral da Guarda Republicana vai cantar a música, que poderia ser traduzida livremente como "Não olhe para trás com raiva". A canção foi lançada em 1995 pelo Oasis, que é de Manchester, e fez sucesso mundial na época - a banda se desfez em 2009.

A escolha da música não foi somente pela origem da banda. Ela se tornou uma espécie de hino da cidade após o ataque matou 22 pessoas na saída do show da cantora Ariana Grande, no dia 22 de maio. A rápida conexão com a música fez o músico Noel Gallagher, um dos idealizadores do Oasis, doar os royalties da canção para entidades que ajudam as vítmas dos ataques em Manchester.

O tributo às vítimas dos atentados recentes também terá uma foto com os jogadores das duas seleções e um minuto de silêncio pouco antes do início do amistoso. Além disso, haverá uma inversão no momento de tocar os hinos nacionais. "A Marselhesa", da equipe da casa, vai tocar antes de "God Save the Queen" - geralmente é o hino do visitante que toca primeiro.

Além do ataque em Manchester, a Inglaterra sofreu com outro atentado ocorrido em Londres, no dia 3. Três terroristas atacaram a faca pedestres na London Bridge. E oito pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em outro ataque perto do Borough Market, conhecido ponto da capital inglesa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.