Charles Platiau/ Reuters
Charles Platiau/ Reuters

Francês Cissé é liberado após prisão por suposta chantagem a Valbuena

Atacante teria usado vídeo erótico para extorquir ex-companheiro

Estadão Conteúdo

13 de outubro de 2015 | 15h05

Horas depois de ter sido detido por suspeita de chantagem ao meia Mathieu Valbuena, o atacante Djibril Cissé foi liberado na tarde desta terça-feira na França. Preso junto de outros três suspeitos, que não tiveram os nomes revelados, o jogador é acusado de ter usado um vídeo erótico para tentar extorquir seu ex-companheiro de Olympique de Marselha, segundo o Ministério Público de Versalhes, encarregado da investigação.

Acusado de extorsão e associação para o crime, Cissé pode ser condenado a uma sentença de até cinco anos de prisão. Nesta terça, no entanto, ele foi liberado sem sequer precisar se explicar diante de um júri.

Atualmente jogando pelo modesto JS Saint-Pierroise, da França, o atacante de 34 anos foi companheiro de equipe de Valbuena no Olympique de Marselha entre 2006 e 2008. Com uma carreira atrapalhada por lesões, Cissé também acumulou passagens por Liverpool e Lazio, entre outros times de menor expressão, sendo que vestiu a camisa da equipe nacional da França entre 2002 e 2011. No período, marcou nove gols ao longo dos 41 confrontos pelo país.

A investigação deste caso foi aberta no final de julho e vem sendo conduzida pela polícia judicial de Versalhes, que fica nos arredores de Paris.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.