Francileudo brilha e Tunísia bate África na Copa Africana

Brasileiro naturalizado marca dois gols e a seleção de Carlos Alberto Parreira está praticamente eliminada

EFE

27 de janeiro de 2008 | 19h48

O atacante brasileiro naturalizado tunisiano Francileudo dos Santos marcou dois gols na vitória de 3 a 1 da Tunísia sobre a África do Sul de Carlos Alberto Parreira, pelo Grupo D da Copa Africana de Nações, e mostrou ao treinador que poderia defender a seleção de sua terra natal. Veja também: Angola vira contra Senegal e vence a 1.ª na Copa AfricanaFrancileudo, de 29 anos, atua no Toulouse, da França, e só veio a se naturalizar em 2003, pois ainda tinha esperanças de defender a seleção brasileira. Só após saber que não estava nos planos de Parreira, então no comando, é que ele começou a defender seu "novo" país, e com sorte: foi campeão da Copa Africana de Nações de 2004, logo que estreou. Além disso, ele atuou na Copa das Confederações de 2005 e no Mundial do ano passado, na Alemanha. O atacante fez o primeiro gol aos oito minutos de partida, e Saada ampliou aos 31. Francileudo voltou a deixar sua marca aos 34, enquanto Mphela descontou faltando três para o fim da partida. Com o resultado, Tunísia e Angola chegam aos quatro pontos e decidem a liderança do grupo D na próxima quinta, em Tamale. Se ambos empatarem, levam as vagas. Já os sul-africanos, que tem um ponto, jogam com Senegal, que tem a mesma pontuação. A partida entre os dois será em Kumasi, e quem vencer precisa torcer por um tropeço de alguém na outra partida. A Copa Africana prossegue nesta segunda-feira, com as partidas decisivas do Grupo A: a anfitriã Gana recebe o Marrocos, em Acra, enquanto Guiné pega a Namíbia em Sekondi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.