Francis revela que salários no Palmeiras continuam atrasados

O volante Francis admitiu neste sábado que os jogadores do Palmeiras estão com os salários atrasados e que isto está influenciando no rendimento do elenco. O grupo está em Águas de Lindóia (SP), realizando uma pré-temporada para a disputa do Paulistão.?A gente procura ficar com a cabeça voltada para os treinos. Mas logodepois que eles acabam, a gente liga para casa para ver se caiu odinheiro?, explicou Francis. ?E é chato ouvir que não caiu. Nasexta-feira foi pago o salário de novembro e o 13°. Mas ainda faltapagar dezembro e férias.?Francis lembrou que existem jogadores sofrendo ainda mais, já queparte dos vencimentos deles são pagos através dos chamados ?direitos deimagem? - valor acertado em contrato com menor tributação que ossalários registrados na carteira de trabalho. ?Para esse pessoal épior. Em alguns casos, já chega a três meses de atraso", disse o volante.O diretor de futebol Gilberto Cipullo também admite o atraso, masconsidera a situação normal. O problema com os salários tem sido usado pela chapa de oposição como crítica à gestão de Affonso Della Monica, que tenta se reeleger no próximo dia 22. O candidato à oposição é Roberto Vicente Frizzo, apoiado pelo ex-presidente Mustafá Contursi.Já o diretor-financeiro do Palmeiras, Ebem Fernando Gualtieri, haviagarantido na semana passada que não existia mais nenhum salário em atraso. O diretor também tinha admitido ter pedido um adiantamento de R$ 1,4 milhão à BWA, empresa que confecciona os ingressos do Paulistão, para saldar os vencimentos atrasados. Esse dinheiro será descontado de cada renda do Palmeiras no Estadual.No domingo, o Palmeiras disputa um jogo-treino contra o Primeira de Indaiatuba, clube da terceira divisão do futebol de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.