Jorge Araújo/AP
Jorge Araújo/AP

Fred aposta em nova chance na seleção brasileira contra Equador

'Tomara que pinte alguma coisa', declarou o atacante, que já fez um gol nesta Copa América

Silvio Barsetti e Paulo Galdieri - Enviados Especiais, O Estado de S. Paulo

12 de julho de 2011 | 14h23

CAMPANA - O atacante Fred foi o grande herói brasileiro na partida diante do Paraguai, no último sábado. Com um gol nos acréscimos, ele garantiu o empate por 2 a 2, que, se não era o resultado dos sonhos, deixou o Brasil próximo da classificação.

Em apenas 34 minutos em campo nesta Copa América - 26 contra a Venezuela e oito contra os paraguaios -, ele ajudou a equipe a chegar à última rodada, diante do Equador, nesta quarta-feira, precisando apenas do empate para conseguir a vaga para a próxima fase.

Por isso, Fred não esconde a ansiedade em se tornar titular e admite que pode ser uma das surpresas de Mano Menezes para a partida desta quarta. "Acho que pode acontecer pelo gol no final, que foi importante. Estou me preparando para buscar meu espaço. Todos querem jogar e comigo não é diferente. A gente vai tranquilo, trabalhando firme e preparado para qualquer oportunidade. Tomara que pinte alguma coisa", declarou o jogador, nesta terça-feira, em Campana (ARG).

Além do próprio retrospecto, o jogador tem como aliado na busca pela vaga de titular o mau desempenho do ataque brasileiro na competição: foram apenas dois gols marcados - o outro foi do meia Jadson, também diante do Paraguai. O que significa que os atacantes que brigam por uma vaga, como Alexandre Pato, Neymar e Robinho, estão zerados na competição.

"Eu estou me preparando para quando aparecer a oportunidade fazer os gols. Na seleção tem jogadores de muita qualidade, que estão se doando. Estou nesse bolo, tentando fazer o melhor para tentar ajudar a seleção a conseguir a classificação", disse Fred.

Caso o atacante do Fluminense conquiste a posição, o favorito a ir para o banco é Alexandre Pato. Os dois atuam mais enfiados na área, como centroavantes, e o jogador do Milan foi bastante criticado após a partida contra o Paraguai, após uma boa atuação diante dos venezuelanos.

"Se vai ter surpresa, ou não, depende do Mano. O que ele decidir, estamos todos preparados, porque o grupo quer vencer e aceitará qualquer mudança. Estamos todos querendo mostrar nosso valor e preparados para qualquer chance", afirmou Pato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.