Lucas Merçon/Fluminense
Lucas Merçon/Fluminense

Fred chega ao 399º gol da carreira e promete se aposentar no Fluminense

'É uma satisfação construir um pedacinho da minha história num clube de tanta grandeza', declara o atacante

Redação, Estadão Conteúdo

07 de abril de 2021 | 00h10

Perto de atingir uma marca histórica no futebol, o atacante Fred voltou a fazer juras de amor ao Fluminense. Na goleada de 4 a 0 sobre o Macaé, nesta terça-feira, o artilheiro marcou seu 399º gol na carreira e está perto de se tornar um dos maiores goleadores da história do futebol brasileiro. Aos 37 anos ele promete seguir com disposição na defesa da camisa tricolor, com a qual já balançou as redes 181 vezes.

"Chegar nesta quantidade de gols é muito mais do que se possa pensar, sonhar ou merecer. É uma satisfação construir um pedacinho da minha história num clube de tanta grandeza como o Fluminense", declarou o atacante.

Para Fred, o mais importante é chegar na reta final de carreira com a vontade de buscar mais vitórias. "É um prazer muito grande estar em campo e podendo fazer gols e ganhando jogos. Eu tenho o DNA de vitórias, como o clube", enfatizou.

Ele lembrou que ainda tem um ano e três meses de contrato a cumprir e espera continuar nas Laranjeiras. "Depois eu paro", confirmou. Mas o artilheiro pretende aproveitar ao máximo este período em que estiver em campo para retribuir ao clube todo o carinho. "Pela diretoria, por todo seu estafe e pela torcida", concluiu.

Enquanto Fred conta os dias para pendurar as chuteiras, o jovem Kayky, de apenas 17 anos, fez sua estreia no time profissional e marcou seu primeiro gol. Não só pelo gol, que abriu o caminho da goleada, o garoto impressionou por sua velocidade e seus dribles com a perna esquerda. "É a melhor noite da minha vida. Uma sensação inexplicável", resumiu a nova promessa do Flu.

O veterano Nenê também estava sorrindo nos vestiários comentando sobre seu gol de falta. Para ele, a vitória vai dar moral ao grupo. "Foi um jogo intenso, onde jogamos bem e que nos deixou numa posição favorável para chegar às semifinais", disse o meia, referindo aos 13 pontos que colocam o time na quarta posição, atrás da Portuguesa com 14, Volta Redonda e Flamengo, ambos com 19 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.