Cruzeiro/Site Oficial
Cruzeiro/Site Oficial

Fred comemora acerto com o Cruzeiro: 'Realizei o desejo de voltar para casa'

Atacante firma acordo de três temporadas horas depois de acertar rescisão com o rival Atlético-MG

Estadão Conteúdo

23 de dezembro de 2017 | 16h06

Depois de rescindir com o Atlético Mineiro neste sábado e acertar horas depois com o rival Cruzeiro por três temporadas, o atacante Fred festejou muito o retorno para o seu antigo clube.

+ Saída de Hudson irrita jogadores do Cruzeiro e Thiago Neves desabafa: 'Revoltado'

+ Libertadores divulga tabela e Grêmio será o 1º a estrear na fase de grupos

Revelado pelo América Mineiro, o atacante despontou para o futebol mundial entre 2004 e 2005, jogando pelo próprio Cruzeiro. E, embora tenha atuado pelo rival Atlético Mineiro nos últimos anos, Fred foi assertivo neste sábado ao assegurar que está voltando para casa.

 

"Estou aqui com muita felicidade para expressar minha gratidão a todos vocês pelo carinho, em especial ao Itaí (Machado, vice do Cruzeiro) e ao presidente Wagner (Pires de Sá) por estarem realizando o desejo do meu coração de conseguir voltar para minha casa", declarou o atacante em vídeo publicado no Twitter do Cruzeiro.

Em sua primeira passagem, o jogador de 34 anos marcou 56 gols em 71 partidas e foi o artilheiro da Copa do Brasil de 2005 (14 gols) e do Campeonato Mineiro de 2005 (13 gols). E, neste sábado, ele prometeu repetir a trajetória. "Tenho certeza que vamos comemorar muitos gol e títulos importantes."

Apesar da boa média de gols, Fred não rendeu o esperado em 2017. Acertou, assim, sua rescisão amigável com o Atlético Mineiro, que decidiu apostar em Ricardo Oliveira, ex-jogador do Santos.

A expectativa, porém, era de que o atacante fosse para o Rio de Janeiro. O primeiro interessado era o Flamengo, mas a diminuição da suspensão de Guerrero por doping esfriou a negociação. O Fluminense, então, passou a ser o principal candidato até este sábado, quando o Cruzeiro o contratou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.