Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Fred já tem um plano traçado: quer ir à forra em Fortaleza

Centroavante passou em branco contra o Japão e espera fazer as pazes com o gol

Mateus Silva Alves - Enviado Especial, O Estado de S. Paulo

19 de junho de 2013 | 07h15

FORTALEZA - Fred não está feliz. E tem motivos para não estar. O centroavante da seleção brasileira se impôs o desafio de fazer um gol por jogo na Copa das Confederações e falhou na primeira partida. É natural, portanto, que ele esteja em dívida consigo mesmo e queira quitar essa dívida contra o México.

Por ter marcado um gol em cada um de seus quatro primeiros jogos na seleção sob o comando de Luiz Felipe Scolari, Fred conquistou a condição de titular indiscutível da equipe do gaúcho. Situação muito diferente daquela que viveu nos tempos de Mano Menezes, com quem não se dava bem, conforme admitiu recentemente. Só que a maré virou para o mineiro.

Fred viu sua fonte secar no amistoso contra a França, em Porto Alegre. E continuou na seca contra o Japão. Menos mal que ele deu uma assistência para Oscar marcar contra os franceses e ajeitou a bola para Neymar fuzilar os japoneses, mas ainda assim, essas duas partidas terminaram em leve frustração para o capitão do Fluminense.

Elas, no entanto, deram argumentos para Fred acreditar que hoje é dia de balançar a rede do Castelão. As oportunidades surgiram nos dois jogos e os gols só não saíram porque os goleiros Lloris e Kawashima estragaram a festa do artilheiro.

Baleado. Fred terá como adversários hoje o goleiro do México, Corona, e o seu próprio físico, talvez um rival até mais indigesto do que o arqueiro da equipe da América do Norte. Embora jure estar completamente recuperado da já famosa fratura incompleta de costela, está claro que o centroavante não vive o esplendor de sua forma atlética. A prova disso é que ele tem sido constantemente substituído nas partidas da seleção.

Como consequência de seus problemas físicos, Fred acabou abrindo espaço para o outro centroavante do grupo brasileiro que está na Copa das Confederações, Jô. E o concorrente do mineiro, apesar de ter se juntado à equipe a poucos dias do início do torneio, está cavando seu espaço. Contra o Japão, o jogador do Atlético-MG fez um gol na única oportunidade que lhe apareceu e certamente deixou Fred um tanto preocupado.

No momento, não há a menor possibilidade de o centroavante perder seu lugar no time, mesmo que Jô marque mais um gol hoje. Felipão gosta muito de Fred e, além disso, considera que ele é muito importante por ser um dos integrantes mais velhos do elenco. Mas, pelo sim, pelo não, Fred pretende usar a partida contra o México como uma plataforma de lançamento da sua campanha para ser o artilheiro da Copa das Confederações – e, de quebra, acabar com qualquer possibilidade de alguma dúvida surgir na cabeça de Felipão. Fred pode não estar feliz, mas nem por isso ele vai abaixar a cabeça diante dos mexicanos. Aliás, o seu plano para a partida de hoje à tarde é exatamente o contrário.

“Vai sobrar para o México”, disse o centroavante, seguro de que os mexicanos vão pagar pelo que não fizeram.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.