Fred na mira de clubes franceses

Estrela cada vez mais em ascensão do futebol mineiro, o atacante Fred, do Cruzeiro, está na mira do futebol francês. A diretoria do clube mineiro confirmou nesta terça-feira que recebeu sondagens em nome do Mônaco e do Olympique de Marselha, interessados na contratação do artilheiro do Campeonato Mineiro, com 12 gols.Oficialmente, os dirigentes celestes afirmam que no momento não têm interesse em negociar o jogador. Na prática, porém, dificilmente Fred permanecerá na Toca da Raposa caso surja uma proposta superior a 10 milhões de euros. Na semana passada, os empresários Reinaldo Pitta e Alexandre Martins, ex-procuradores do atacante Ronaldo, do Real Madrid, telefonaram para o presidente Alvimar de Oliveira Costa, demonstrando interesse em intermediar a transferência do atacante para o Mônaco. A idéia dos empresários é oferecer uma proposta por 50% dos direitos econômicos do atleta. Com isso, o clube poderia faturar em uma futura negociação do jogador dentro do mercado europeu. O assessor de imprensa do Cruzeiro, Valdir Barbosa, admitiu que o clube também recebeu uma consulta do Olympique. "Sempre através de empresários. Nenhuma proposta oficial chegou até agora", ressaltou.Este ano, os dirigentes celestes descartaram uma oferta de US$ 1,3 milhão, feita por um clube árabe, pelo empréstimo de quatro meses de Fred. O atacante disse que o assunto está nas mãos do irmão, que atua como seu procurador, e da diretoria do clube mineiro. "Vender como o Cruzeiro, não tem (clube) igual. Então, eu estou tranqüilo. Só vou me concentrar dentro de campo. O resto, meu irmão e o Cruzeiro resolvem". MOISÉS - Nesta segunda-feira, o Cruzeiro confirmou a contratação do zagueiro Moisés, que estava atuando no futebol russo. Ele seria apresentado à tarde na Toca da Raposa. O clube pagará R$ 100 mil pelo empréstimo de um ano do zagueiro. Moisés, de 25 anos, é dono de seus direitos econômicos e federativos. O Cruzeiro tem a opção de adquirir 50% dos direitos econômicos, cujo valor foi estipulado em US$ 300 mil.

Agencia Estado,

12 de abril de 2005 | 16h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.