Mailson Santana| Fluminense| Divulgação
Mailson Santana| Fluminense| Divulgação

Fred revela alívio com fim de jejum em clássicos e gol decisivo

Atacante marcou o gol da vitória no clássico entre Fluminense e Botafogo

Estadão Conteúdo

30 de maio de 2016 | 10h12

Autor do gol que garantiu a vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo, neste domingo, em Volta Redonda (RJ), Fred revelou alívio com o triunfo que encerrou um importante jejum amargado pelo Fluminense, que ainda não havia vencido nenhum clássico em 2016. Para completar, o atacante admitiu que o gol no confronto válido pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro lhe tirou um peso das costas, pois ressaltou que a pressão sobre ele era "muito grande" depois de ter desperdiçado duas boas chances de marcar na derrota por 2 a 0 para o Palmeiras, na última quarta-feira, em São Paulo.

"Já estávamos há muito tempo sem vencer um clássico, e isso estava nos incomodando. Eu também não havia marcado ainda contra o Botafogo este ano. E depois deste clássico já sabíamos que os próximos dois jogos serão fora. Por isso, fomos desde o início com muita vontade. Poderíamos até ter feito mais gols, mas temos de valorizar essa vitória, foi muito especial para nós", afirmou o jogador, que atingiu a marca de 172 gols com a camisa do Fluminense.

O Botafogo, por sinal, é a maior "vítima" da carreira de Fred, que já balançou as redes por 14 vezes em 21 jogos contra o time alvinegro. E o goleador enfatizou que pôde ser decisivo em um momento no qual se vê com mais chances de marcar do que em tempos recentes. "Nos últimos anos a bola chegava menos. Agora as oportunidades estão aparecendo mais. Vou fazer de tudo para caprichar mais ainda e marcar outros gols importantes para o Fluminense", disse.

Já ao falar sobre o jogo contra a equipe palmeirense na semana passada, Fred lembrou que recebeu o apoio do técnico Levir Culpi após o confronto, fato que lhe serviu para seguir confiante de que poderia ser decisivo diante do Botafogo. "No jogo contra o Palmeiras, tive duas chances claras. O Fernando Prass defendeu e no rebote mandei por cima. Na entrevista depois da partida o Levir deu moral, falando de mim, passando confiança. Como temos falado internamente, o Levir tem corrigido nossos erros nas vitórias e nas derrotas. Estamos buscando uma evolução para brigar somente lá em cima", completou.

O treinador, por sua vez, exaltou o peso da vitória que fez o Fluminense assumir a sétima colocação do Brasileirão, com seis pontos ganhos, antes de encarar o Atlético-MG, quarta-feira, às 21h45, em Belo Horizonte, onde o comandante irá reencontrar o time que dirigia antes de ser contratado pelo clube carioca.

"Sim, dá moral. O resultado mexe na parte emocional. Matematicamente também. Foi muito interessante. Clássico é sempre clássico. Isso devolve a confiança. Ainda há algumas coisas a trabalhar, algumas situações ficaram claras no jogo, mas foi um bom resultado", afirmou Levir.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.