Friburguense cede empate ao Botafogo

O empate com o Friburguense por 2 a 2, neste sábado, no Maracanã, pela segunda rodada do returno do Campeonato Carioca, agravou a crise no Botafogo e o técnico Sebastião Lazaroni pode estar com seu cargo ameaçado. Durante a semana, o treinador já havia discutido com o presidente do clube Mauro Ney Palmeiro por causa dos maus resultados da equipe. O alvinegro ainda não venceu nesta fase da competição.O Botafogo teve a primeira oportunidade da partida, mas o atacante Taílson chutou para fora, de dentro da pequena área, aos 5 minutos. Apesar do bom começo, o que se viu a partir deste momento foi uma série de erros e de finalizações da equipe alvinegra. Lento no meio de campo e com dificuldades para armar as jogadas, o Botafogo somente voltou a ameaçar o gol adversário aos 32 minutos, em um chute de Alexandre Gaúcho. A formação ofensiva com três atacantes armada por Lazaroni encontrou dificuldades para superar a forte marcação do Friburguense.O Friburguense, desde o início, procurou explorar o desespero do Botafogo, que empatou na primeira rodada. O gol do tricolor de Friburgo surgiu, aos 34 minutos, em um forte chute de esquerda próximo à entrada da grande área do meia Eduardo, que já atuou pela seleção brasileira e tem 36 anos. A desvantagem no marcador serviu para despertar os jogadores alvinegros, que passaram a se empenhar mais em campo.A empolgação do Botafogo foi contida pelo goleiro Adriano, que defendeu uma cobrança de falta do meia Rodrigo e outra do atacante Alexandre Gaúcho. Aos 48 minutos, Donizeti tentou encobrir Adriano, mas o zagueiro Elon tirou a bola de cabeça, em cima da linha do gol. Antes de sair, ela ainda tocou no travessão.No segundo tempo, depois de ter um gol legítimo anulado, o Friburguense teve o zagueiro Braga expulso. Sem criatividade e repetindo os erros do primeiro tempo, aos 28 minutos o Botafogo sofreu o segundo gol. O atacante Eduardo Suíço, que havia entrado no lugar de Ziquinha, entrou na área e chutou forte de perna esquerda. A reação do Botafogo começou aos 40 minutos, quando o atacante Donizeti sofreu pênalti. O zagueiro Váldson cobrou e marcou o primeiro gol um minuto depois. O empate aconteceu no último minuto da partida, aos 48 minutos, com o lateral esquerdo Augusto, que tocou de direita, dentro da pequena área.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.