Friburguense derrota Vasco por 2 a 1

O Vasco perdeu a invencibilidade no returno do Campeonato Carioca, ao ser derrotado por 2 a 1 para o Friburguense, nesta quarta-feira à noite, no Estádio Eduardo Guinle, em Nova Friburgo. A equipe ainda mantém a liderança do Grupo A da Taça Rio, com 9 pontos, mas permitiu que Americano e Botafogo entrassem na briga pelas duas vagas à semifinal do returno. O Friburguense, por outro lado, disparou no primeiro lugar do Grupo B, com 10 pontos, e praticamente assegurou a classificação à próxima fase, deixando a outra vaga para Flamengo ou Fluminense. Houve incidentes durante todo o primeiro tempo do jogo, quando torcedores atiraram latas de cerveja no gramado. Uma delas atingiu o atacante Valdir. No intervalo, ele apontou o agressor para os policiais. "Vai ser expulso do estádio para aprender a se comportar", desabafou o artilheiro do Carioca, referindo-se ao homem que também lhe cuspira assim que seguia para o vestiário. Valdir teve outros motivos para ficar irritado. Sofreu várias faltas e acabou recebendo cartão amarelo por reclamação.Com a bola nos pés, o atacante não esteve bem, assim como todo o Vasco. O Friburguense, jogando em casa, partiu para o ataque desde o início. Aos 25, num lance rápido, Sharley chutou cruzado e abriu o placar. O gol aturdiu o time do Vasco, que não conseguia criar boas oportunidades. Logo no começo do segundo tempo, Róbson Luiz foi expulso e a situação do Vasco piorou. Numa jogada isolada, aos 12, Beto foi à linha de fundo e cruzou na medida para Cadu empatar de cabeça. O Friburguense passou a pressionar a fim de aproveitar a dupla vantagem, de atuar diante de sua torcida e com um jogador a mais. O goleiro Fábio fez ótimas defesas em finalizações de Ziquinha e Abedi. Mas não evitou cabeçada certeira de Sérgio Gomes, aos 39, no gol da vitória da equipe que é a grande sensação da competição.

Agencia Estado,

10 de março de 2004 | 23h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.