Friburguense traz má recordação ao Vasco

A derrota para o Friburguense, no início do mês, é um dos principais fatores da cautela que o Vasco adotou para a partida de domingo, pela semifinal da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca. Afinal, o adversário na busca pela vaga na decisão do título é justamente o time de Friburgo.O meia Beto destacou a grande "arma" do Friburguense. "Teremos que ter paciência porque o conjunto que eles vêm mostrando está crescendo", afirmou o jogador do Vasco. "Jogaremos com inteligência, sabendo que o Maracanã é um campo grande e o Friburguense está acostumado a atuar em campo pequeno. Precisamos aproveitar os espaços." Beto ainda lembrou que a tendência é a de que o Friburguense adote uma postura defensiva. Ele lembrou que a atenção à marcação precisará ser redobrada, porque os adversários tentarão surpreender nos contra-ataques.

Agencia Estado,

22 de março de 2004 | 19h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.