Frontini acusa Leão por xingamentos

No clássico desta quarta-feira, o técnico palmeirense Emerson Leão ganhou na Vila Belmiro um novo desafeto além de Gallo: o atacante Frontini, do Santos. E não foi pelo gol. Ainda no primeiro tempo, Frontini chegou perto de Leão para ouvir suas orientações na beira do gramado. Havia três palmeirenses e Frontini. O santista ganhou de Leão um dedo no rosto e uma porção de palavrões. ?Se ele for homem, assume o que me falou ali na beira do gramado. Eu estava no campo de trabalho, fazendo a minha parte?, disse Frontini, que também respirou aliviado após seu gol com a camisa do Santos. ?Estava desacreditado. Não estou mais.? Ele saiu de campo aplaudido.O goleiro Saulo também teve o reconhecimento da torcida. Ele defendeu pênalti de Marcinho no fim da etapa inicial e fez excelentes defesas no segundo tempo. ?Fiz a minha parte?, disse. E Basílio mostrou que é pé-quente, fazendo o gol da vitória. ?Eu estava atrás desse gol na Vila faz tempo. E ele veio. Havia um torcedor no alambrado me xingando e é para ele que eu ofereço o gol?, disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.