Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Fucile diz já se sentir 'em casa' no Santos

Uruguaio afirma ter sido bem recebido pelos 'moleques' do time

Sanches Filho, Agência Estado

10 de fevereiro de 2012 | 13h25

Único reforço do Santos confirmado para a temporada, o lateral-direito Fucile foi apresentado oficialmente nesta sexta-feira. O jogador, no entanto, estava treinando no clube há duas semanas, o que deu tempo para que ele conhecesse os jogadores e já se sentisse "em casa".

"Os moleques, como vocês dizem aqui, já me acolheram, me fizeram sentir em casa e estamos sempre brincando. Também procuro passar a minha experiência e estou conversando bastante com eles, que são muito garotos. Mas sempre brincando", declarou.

Apesar de ter sido apresentado nesta sexta, Fucile já estreou pelo Santos, na última quinta-feira, na vitória por 4 a 1 sobre o Botafogo, pelo Campeonato Paulista. O uruguaio não escondeu o quanto ficou impressionado com a atuação de Neymar, que em pouco mais de 15 minutos, marcou três gols, deu uma assistência e virou o placar.

"Neymar é fora de série, resolveu o jogo em 5 minutos. É bom ter um jogador desta qualidade para quando o time está em dificuldade. É uma gota de inspiração e ainda bem que pudemos ganhar", declarou. "Neymar é um jogador com muita técnica, rápido e muito completo. Tem muita força. Já vi muitos jogadores bons na carreira e sigo vendo, porque eles vão surgindo. Vocês (brasileiros) agora têm o Neymar e precisam cuidar muito bem dele", disse.

A presença do lateral na partida, aliás, foi definida em cima da hora. Ele dependia que o Porto, seu antigo clube, enviasse a documentação necessária. Mesmo assim, ele gostou de seu desempenho. "Não pensava em jogar já no primeiro jogo, nem tinha sido apresentado ainda. Mas o Muricy (Ramalho) confiou em mim e foi positivo. Tinha viajado muito para conseguir o visto e estava cansado. Não sabia nem se poderia jogar. Esperei minha oportunidade e acho que tratei de dar meu melhor para me sair bem", avaliou.

Como ficou apenas 45 minutos em campo na estreia, Fucile fez questão de apresentar seu estilo para os torcedores nesta sexta. "Jogo nas duas laterais, tanto na direita quanto na esquerda, posso fazer essas duas posições à vontade, não há problema. Me espelho no Cafu. Acho que foi o melhor lateral do Brasil em toda história", comentou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantosFucile

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.