Fumagalli diz que não foi culpado pela queda de Ney da Matta no Guarani

Rumores apontavam que meia teria 'pedido a cabeça' do treinador

Estadao Conteudo

23 Fevereiro 2017 | 21h34

O fato de o técnico Ney da Matta ter sido dispensado pelo Guarani após uma vitória por 2 a 0 sobre o União Barbarense, no Campeonato Paulista da Série A2, gerou especulações sobre o motivo da demissão. Rumores nascidos nos bastidores e divulgados por parte da imprensa apontaram que o meia Fumagalli teria "pedido a cabeça" do treinador por causa de um desentendimento.

Agora, o ídolo bugrino tratou de colocar um ponto final na história. Ele disse que não teve nenhuma relação com o fato e deixou claro que não houve nenhum atrito com o comandante. Segundo o meia, a decisão foi tomada pela diretoria por insatisfação com os resultados. "Só para deixar claro ao torcedor, não é da minha linha, não é do meu caráter, nunca fiz e nunca vou fazer algo parecido", esclareceu.

Com Ney da Matta no passado, Fumagalli espera um Guarani diferente sob o comando de Maurício Barbieri, ex-Red Bull Brasil. Ele comparou o trabalho do novo técnico ao de Marcelo Chamusca, que treinou o time na temporada passada, conquistando o acesso à Série C. "É um trabalho como o que gente vinha tendo com o Chamusca. É diferente, mas não quer dizer que estava errado o trabalho do Ney", comparou o meia.

A estreia de Barbieri será às 16 horas deste sábado, diante do Juventus, na Rua Javari, em jogo válido pela sétima rodada da Série A2. Na quinta colocação, com os mesmos dez pontos do quarto colocado Bragantino, o time campineiro quer entrar no G4.

Mais conteúdo sobre:
futebol Guarani

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.