Fumagalli ganha nova chance no Corinthians

Candidato certo ao ?listão? de dispensas do Corinthians, o atacante Fumagalli foi surpreendido com uma chance inesperada. No coletivo de hoje cedo, no Parque São Jorge, o jogador foi escalado pelo técnico Juninho Fonseca para atuar no time titular. Se ele vai ou não ter a chance confirmada no jogo de domingo, contra o Grêmio, às 16h, em Porto Alegre, ainda não está definido. Mas o próprio Fumagalli se surpreendeu com a chamada do treinador corintiano. "Foi uma surpresa", admitiu o atacante. "Quando ele (Juninho) me chamou, até olhei para trás, achando que não fosse comigo". Fumagalli até que treinou bem como titular, jogando fora de sua posição. Ele deve substituir o atacante Gil, que ainda não se recuperou totalmente de uma forte pancada no tornozelo direito. Se for confirmado como titular, Fumagalli vai jogar fora de posição. Originalmente, é meia-direita. Domingo, o espaço se abriu para jogar como atacante. "Vou procurar mostrar o meu trabalho. Nessa hora, não dá para pensar em outra coisa", resume o atacante. Fumagalli acha que não deu certo no Corinthians porque não teve uma sequência de jogos no time titular. O atacante também não se surpreendeu com as especulações sobre a sua inclusão na lista de dispensas do Corinthians, que deve ser anunciada oficialmente depois do jogo contra o Grêmio, no estádio Olímpico. "Não me senti mal por causa disso. Tenho plena consciência de que não fui aproveitado no Corinthians como deveria. É normal as pessoas falarem que eu vou sair". Apesar da surpreendente chance no time titular no coletivo de hoje cedo, ainda não é certo que Fumagalli possa enfrentar o Grêmio. Gil, que não treinou hoje, deve ser testado no treinamento de amanhã, no Parque São Jorge. Mas dificilmente ele terá condições de viajar para o sul, segundo uma fonte do próprio clube. "No que depender de minha vontade, eu jogo", diz o atacante. Algumas pessoas no Parque São Jorge defendem a tese de que Gil não deve ser exposto no último jogo do ano. A decisão será do técnico Juninho Fonseca, que não falou com a imprensa hoje. Mas a julgar pelo treino de hoje, o time deve ser o mesmo que treinou: Doni, Rogério, Anderson, Marquinhos e Moreno; Fabinho, Vampeta, Fabrício e Renato; Jô e Fumagalli. Amanhã pela manhã, o técnico pretende fazer um outro treinamento com bola, até para testar Gil. Quanto aos reforços para a temporada do ano que vem, os dirigentes continuam dizendo que as contratações só serão anunciadas após o término do Campeonato Brasileiro. O diretor-técnico Roberto Rivellino repetiu hoje que ?não há nenhuma contratação fechada?. O Corinthians quer dois atacantes, dois meias, um lateral-esquerdo e um zagueiro. Quem for contratado, não vai ganhar mais do que o salário-teto, estipulado em R$ 80 mil a partir do ano que vem. Quem ganhar mais e não aceitar redução salarial, como Vampeta, deve procurar outro clube em 2004.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.