Funcionário do Palmeiras cobre câmera no camarote da diretoria. Veja o vídeo

Funcionário usou fita adesiva para cobrir equipamento antes do jogo contra o Grêmio no Allianz Parque

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

20 Outubro 2016 | 12h47

Uma câmera instalada no camarote da diretoria do Palmeiras no Allianz Parque foi coberta por um funcionário do clube antes da partida contra o Grêmio nesta quarta-feira. O próprio equipamento registrou imagens do funcionário uniformizado utilizando uma fita adesiva para que as imagens do local não fossem registradas. A ação ocorreu minutos antes da partida em que o Palmeiras foi eliminado após o empate por 1 a 1 com o time gaúcho.

No mês de setembro, a WTorre, construtora do estádio, instalou quatro câmeras na área dos camarotes. A medida foi adotada depois que o presidente Paulo Nobre se envolveu em uma confusão com torcedores do Flamengo na partida entre os dois clubes. Naquela ocasião, a venda de ingressos para a torcida visitante havia sido proibidia pelo STJD como punição pela briga das torcidas em Brasília.

Como retaliação, a WTorre ameaçou mudar a posição do camarote palmeirense caso o clube voltasse a utilizar seguranças dentro do complexo. Chegou a cogitar o registro de um Boletim de Ocorrências, o que não aconteceu. Por meio de sua assessoria de imprensa, a presidência do Palmeiras informou que não iria se manifestar sobre a cobertura da câmera.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.