Funcionário do Vasco não depõe à CPI

Apesar de haver sido convocado por meio do ofício nº 068/01, entregue graças à intervenção da Polícia Federal, o funcionário do Vasco da Gama, Aremithas José de Lima, não compareceu na manhã desta quinta-feira, para depor na CPI do Futebol, no Senado Federal.Lima, que deveria depor para prestar esclarecimentos na comissão sobre um depósito que a Vasco Licenciamentos S/A (Vascolic S/A) fez em sua conta corrente, no valor de R$ 2,03 milhões, enviou uma declaração médica, acompanhada de uma carta do advogado Silvio A. H. Godoi, informando que foi internado no Hospital de Clínicas Dr. Aloan, no bairro de São Cristovão, no Rio de Janeiro, "em regime de terapia intensiva (CTI), de 12/02/01 a 14/02/01 e após, em um quarto, recebendo cuidados especiais até o dia 16/02/01". A mesma declaração médica informa que Lima teria sofrido um "infarto agudo do miocárdio", tendo de "ficar por período indeterminado, afastado de qualquer tipo de atividade física ou laborativa" que provoque o "stress físico e/ou mental, até merecer avaliação médica".Para o presidente da CPI, senador Álvaro Dias (PSDB-PR), a declaração médica é "no mínimo estranha e duvidosa. Ela parece irregular", disse Dias. Segundo Dias, além do advogado Silvio A. H. Godoi não ter juntado à declaração "um documento que comprove a representação do senhor Aremithas, no atestado médico não constam o nome do médico nem o seu CRM (registro no Conselho Regional de Medicina)".A CPI providenciou o envio de uma junta médica, possivelmente ainda nesta quinta-feira, formada por especialistas do Serviço Médico do Senado, que vão se encontrar com o médico que atendeu Aremithas José de Lima, no Hospital de Clínicas Dr. Aloan. Os médicos do Senado estarão acompanhados pela Polícia Federal, para concretizar a diligência. "Já que é o imperativo da lei, o senhor Aremithas José de Lima será ouvido nesta CPI. Por bem ou por mal," ameaçou o senador Álvaro Dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.