Funcionários da Arena Pernambuco passam mal com refeição da Fifa

Entidade foi notificada pela Vigilância Sanitária, pelo fato de 320 quilos de comidas estragadas terem sido encontradas no local

Daniel Batista - Enviado especial a Recife, O Estado de S. Paulo

21 de junho de 2014 | 22h46

A Fifa foi notificada pela Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária, a Apevisa, pelo fato de 320 quilos de comidas estragadas terem sido encontradas na Arena Pernambucano. No total, 36 pessoas passaram mal após se alimentarem com feijão, farofa, salada e pudim estragados servidos aos funcionários e voluntários do estádio. 

Seis trabalhadores da Arena tiveram diarreia e 36 voluntários passaram por atendimento médico no estádio e a Secretária de Saúde de Pernambuco está estudando o caso. A comida é distribuida por uma empresa terceirizada localizada em Campinas. 

Segundo a Apevisa, a empresa também será notificada e o problema teria acontecido em outras sedes que a empresa fornece alimentação também. "Irregularidades foram encontradas na cozinha central da Arena, mas não foi só aqui. Curitiba, Fortaleza, Cuiabá e Belo Horizonte, que trabalham com o mesmo fornecedor, também tiveram problemas. Tudo irá ser normalizado para o próximo jogo", dise Ivette Buril, 

"Essas análises são feitas rotineiramente, justamente para evitar grandes problemas. Tudo irá se normalizar no próximo jogo", disse a Secretária de Saúde de Pernambuco, Ivette Buril.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.