Futebol brasileiro não terá mais jogos com portões fechados

Procuradoria do STJD derruba artigos que puniam os clubes com partidas sem torcedores

Agência Estado,

15 de maio de 2008 | 17h41

A partida entre Flamengo e Santos, disputado no último final de semana, pode ter sido a última realizada com portões fechados no futebol brasileiro. O presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Rubens Approbato acolheu ação impetrada pela Procuradoria do STJD e concedeu liminar, declarando nulo os artigo 52 e 54 do Regulamento Geral das Competições.  A partir de agora, portanto, caberá a CBF a responsabilidade de decidir o local e a distância mínima de sua praça de desporto para a realização dos futuros jogos com perda do mando de campo. A decisão já pode ser adotada a partir desta quinta-feira. O artigo 52 afirma que em ocorrendo atraso em jogo da competição haverá multa aplicada pela CBF, independentemente das sanções previstas pelo CBJD. Já o artigo 54 declara que nos casos em que um clube for apenado com perda de mando de campo pelo STJD, as partidas correspondentes à pena serão realizadas no mesmo estádio em que o clube manda seus jogos, com os portões do estádio fechados ao público.

Tudo o que sabemos sobre:
STJDBrasileirão Série ACBF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.