Futebol chinês sonha com a contratação de Oliver Kahn

Goleiro alemão pode se transformar em técnico de time de futebol da China

17 de julho de 2007 | 14h27

O futebol chinês, em crise há vários anos, renovou as suas esperanças ao ouvir as declarações do goleiro alemão Oliver Kahn, que numa entrevista disse que trabalhar como treinador na Ásia e especialmente na China era um de seus possíveis destinos. O jornal estatal China Daily comentou nesta terça-feira as declarações, publicadas há poucos dias no site da Fifa, e destacou que a China pode ser "o destino favorito" do goleiro do Bayern de Munique.Kahn destacou que, aos 39 anos, planeja se aposentar como jogador em junho de 2008 e iniciar uma carreira como treinador na Ásia, que nesse período estará se preparando para os Jogos Olímpicos de Pequim."A Ásia precisa de treinadores profissionais para goleiros. Tenho amigos na China, Coréia do Sul e Japão, que ficarão contentes se eu for para lá", disse o goleiro.A seleção chinesa está disputando a Copa Asiática de Nações, na Malásia, Vietnã, Indonésia e Tailândia. O time iniciou a competição goleando por 5 a 0 os malaios, mas depois empatou em 2 a 2 com o Irã. Agora, vai decidir a classificação para as quartas-de-final enfrentando o Uzbequistão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.