Gonzalo Fuentes / Reuters
Gonzalo Fuentes / Reuters

Futebol francês vai prestar homenagem a professor decapitado

Assassinato de Samuel Paty, de 47 anos, causou grande comoção na França

AFP, O Estado de S.Paulo

19 de outubro de 2020 | 18h22

O futebol profissional francês vai homenagear Samuel Paty, professor de História e Geografia de 47 anos que foi decapitado, com um minuto de silêncio antes de cada partida dos campeonatos da primeira e segunda divisões no fim de semana, anunciou a LFP (Liga de Futebol Profissional), que se reuniu hoje em assembleia geral.

Além do momento de silêncio, a imagem do professor será exibida nos telões dos estádios, e cada participante da partida (jogadores, treinadores, árbitros) usará uma braçadeira preta.

Um homem de 18 anos, de origem chechena (região da Rússia) foi detido por ter cometido o assassinato de Paty. O ato violento causou comoção na França, incluindo o presidente do país, Emmanuel Macron.

No domingo, milhares de pessoas se reuniram em toda a França para homenagear o professor de uma escola em Conflans Sainte-Honorine, 30 km a noroeste de Paris, que foi morto por mostrar a seus alunos charges de Maomé.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.