Futebol quer discutir mercado europeu

Bastou um telefonema, de Brasília para Genebra, para que a intenção do governo brasileiro de gerar renda com transferência de jogadores para o futebol europeu fosse momentaneamente barrada. A ligação foi feita do gabinete do deputado Aldo Rebelo, do PC do B.?Pedi ao embaixador Luiz Felipe Seixas Correa (na Suíça) que mantivesse o assunto fora da pauta por um tempo para que o tema possa antes ser discutido amplamente pelos clubes, atletas e entidades organizadoras do futebol?, explicou o parlamentar que preside a Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados.Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.