Futuro da Fiorentina é incerto

Descenso para a Série C do Campeonato Italiano ou até mesmo a extinção. No momento, essas são as duas opções para a Fiorentina, que não conseguiu se inscrever para disputar a Série B (segunda divisão nacional) na temporada 2002/2003, por causa das suas dívidas. "A velha Fiorentina não existe mais. Ela precisa recomeçar como uma nova sociedade", sentenciou o presidente da Liga Italiana, Adriano Galliani. Como a diretoria da Fiorentina não conseguiu dar garantias de que conseguirá os US$ 22 milhões necessários para custear a participação da equipe no campeonato da Série B, a Federação Italiana não aceitou sua inscrição. Assim, a Ternana ocupará a vaga na segunda divisão, enquanto o futuro da equipe de Florença ainda é incerto. Além da opção da extinção, a Fiorentina pode disputar a Série C, união da terceira e quarta divisões - o primeiro passo do profissionalismo no futebol da Itália. Só não está certo se ela entraria na C1 (terceira) ou na C2 (quarta). Um triste fim para o clube que já foi campeão italiano em 1957 e 69 e que tem algumas estrelas internacionais em seu elenco, como o português Nuno Gomes, o iugoslavo Mijatovic e os italianos Di Livio e Chiesa - além do volante brasileiro Amaral.

Agencia Estado,

01 Agosto 2002 | 10h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.