Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Futuro de Enderson Moreira no Santos será definido só no dia 26

Treinador tem uma reunião por vídeo conferência com o novo presidente Modesto Roma, mas as partes não chegam a um acordo

Estadão Conteúdo

18 de dezembro de 2014 | 20h32

O técnico Enderson Moreira ainda não conseguiu convencer o novo presidente Modesto Roma Junior de que merece permanecer no cargo no Santos. Nesta quinta-feira, os dois tiveram uma reunião por vídeo conferência - o treinador está em Miami, nos Estados Unidos -, mas não chegaram a um acordo. Nova reunião será realizada no próximo dia 26. O treinador tem contrato até dezembro de 2015, mas o presidente eleito quer conhecer o seu planejamento para definir se o manterá na cargo.

A tendência é que Enderson Moreira fique. O primeiro fator é financeiro. O técnico tem um salário considerado baixo para o padrão nacional (cerca de R$ 180 mil). Mano Menezes, que está sem clube após sair do Corinthians, ganhava três vezes mais. O segundo fator foi o trabalho razoável do treinador no Brasileirão. Modesto Roma Júnior avalia que ele precisa de mais tempo.

Em 2015, o Santos jogará três ou quatro competições: Campeonato Paulista, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro - pode jogar a Copa Sul-Americana se for eliminado antes das oitavas de final da Copa do Brasil. A estreia na temporada será no dia 1.º de fevereiro, pelo Paulistão, contra o Ituano, na Vila Belmiro, em Santos, em um reedição da final do torneio estadual deste ano, vencido pelo clube do interior.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.