G-14 quer que Fifa pague por jogadores que irão à Copa

O G-14 (grupo dos 18 clubes mais poderosos da Europa) quer que a Fifa pague 200 milhões de euros para que os clubes possam ceder seus jogadores para as seleções que disputarão a Copa do Mundo. O anúncio foi feito neste domingo por Karl-Heinz Rummenigge, presidente do Bayern de Munique."A quantia estabelecida pelo G-14 leva em conta o fato de um jogador internacional custar cerca de 10 mil euros por dia", explicou Rummenigge, em entrevista à revista alemã Wirtschaftswoche.O dirigente também reclama que durante o Mundial o país sede, os participantes e os jogadores recebem dinheiro, enquanto os clubes ficam sem nada. "Só nós regressamos com as mãos vazias. O pior é quando voltamos com jogadores machucados. Na política da Fifa os clubes não têm voz", contou Rummenigge.No último dia 20 de março, o G-14 entrou com uma ação na justiça belga para pedir da Fifa a quantia de 860 milhões de euros como indenização pela cessão de jogadores nos últimos 10 anos. O resultado deve sair nos próximos meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.