AFP
AFP

Gabão é escolhido para receber a Copa Africana de Nações de 2017

País vence disputa com a Argélia e Gana para sediar a competição

Estadão Conteúdo

08 de abril de 2015 | 11h02

O Gabão foi escolhido nesta quarta-feira para sediar a Copa Africana de Nações de 2017, substituindo a Líbia, que desistiu de organizar o torneio. A definição da sede do torneio se deu em votação dos membros do Comitê Executivo da Confederação Africana de Futebol no Cairo.

Em 2012, o Gabão também sediou a Copa Africana de Nações, mas junto com Guiné Equatorial. Dessa vez, porém, o país organizará sozinho o principal torneio de seleções do continente, após vencer uma disputa com a Argélia e Gana - o Egito também estava entre os concorrentes, mas acabou desistindo para apoiar a tentativa dos argelinos.

A Líbia estava prevista inicialmente para sediar a Copa Africana de 2013, mas acabou trocando a organização do torneio com a África do Sul, com a intenção de ter mais tempo para ficar com tudo pronto para 2017.

Porém, em agosto do ano passado, o país do norte da África disse que não teria condições de organizar o torneio, que envolve 16 seleções, em 2017, e desistiu de sediá-lo, citando preocupações com a segurança.

Isso forçou a Confederação Africana de Futebol a realizar novo processo de escolha da sede, agora definido para ser disputado no Gabão. As edições de 2019, 2021 e 2023 tiveram suas sedes definidas anteriormente e serão em Camarões, Costa do Marfim e Guiné, respectivamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.