Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Gabigol é suspenso pelo STJD por dois jogos; Flamengo deve recorrer

Atacante rubro-negro foi denunciado por duplo desrespeito contra a arbitragem na partida contra o Internacional, em 8 de agosto

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de setembro de 2021 | 14h13

Nesta sexta, em sessão virtual, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD) suspendeu Gabigol por duas partidas por comportamento desrespeitoso contra a arbitragem na partida contra o Internacional, realizada em 8 de agosto pelo Campeonato Brasileiro

O atacante do Flamengo foi denunciado por duplo desrespeito contra o árbitro Paulo Roberto Alves Júnior e acabou punido com uma partida por bater palmas contra a decisão do árbitro e em mais uma partida pelas palavras ditas ao deixar o campo de jogo. O Flamengo deve recorrer da decisão tomada pela Quinta Comissão Disciplinar do STJD e chegar ao Pleno. Vale lembrar que o jogador já cumpriu a suspensão automática.

A Procuradoria enquadrou Gabigol duas vezes no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, punindo uma "conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva", além de desrespeito aos membros da equipe de arbitragem, ou reclamação desrespeitosa contra suas decisões. O advogado Michel Assef pediu absolvição do atacante, mas a maioria dos auditores da Comissão decidiu punir o jogador. 

No segundo tempo da partida contra o Internacional, Gabigol recebeu o segundo cartão amarelo por bater palmas, diversas vezes, em direção ao árbitro. Enquanto deixava o campo de jogo, o atacante rubro-negro ainda disse: “isso é uma piada! Por isso que o futebol brasileiro é essa várzea!”, palavras que foram ouvidas pelo árbitro assistente.

Nas redes sociais, torcedores do Flamengo expressaram sua revolta com a suspensão de Gabigol e lembraram da falta de punição a Diego Souza e Hernanes. O atacante do Grêmio tirou o cartão amarelo da mão do juiz Ricardo Marques Ribeiro durante a partida contra o Corinthians, indignado com a não expulsão do goleiro Cássio. 

Já o meia do Sport peitou o árbitro Denis da Silva Ribeiro Serafim contra o Athletico e, depois, recebeu cartão vermelho por reclamação. Após o jogo, o ex-jogador do São Paulo criticou a CBF e cobrou mais profissionalismo da entidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.